Cão tem as patas mutiladas após escapar de casa em Araraquara; polícia apura caso

Cachorro Pingo teve as almofadas das patas mutiladas em Araraquara (Foto: Arquivo Pessoal)

Um cachorro vira-lata de 7 meses ficou gravemente ferido após ter as duas patas dianteiras mutiladas, no sábado (21), em Araraquara (SP). O caso repercutiu nas redes sociais e a Polícia Civil investiga o caso como maus-tratos. As donas do Pingo agora buscam ajuda para manter o animal internado em uma clínica veterinária.

Desaparecimento

A vendedora Tamiris Silva Gomes, de 27 anos, ainda está inconformada com a crueldade com o cachorro, que é uma mistura de fila com chip dog. Segundo ela, Pingo escapou de casa, no bairro Parque das Hortências, quando o sogro colocava o lixo para fora de casa durante a manhã.

“Ele sempre vai dar uma voltinha, mas vai até na esquina e volta. Mas de repente ele sumiu. Andamos o bairro inteiro de moto, quando deu uma 17h30 uma moça veio falar que ele estava no mato, perto da linha do trem, chorando”, disse.

Pingo se recupera em clínica veterinária de Araraquara (Foto: Arquivo Pessoal)Pingo se recupera em clínica veterinária de Araraquara (Foto: Arquivo Pessoal)

Pingo se recupera em clínica veterinária de Araraquara (Foto: Arquivo Pessoal)

Almofadas arrancadas

No local, ela e a namorada encontraram o animal coberto por mato. A almofada de uma pata foi arrancada e a da outra estava pendurada.

“Não foi acidente, não foi trem ou atropelamento, porque teria decepado as duas patas”, explicou Tamiris.

Pingo foi socorrido e está internado em uma clínica veterinária. A almofada da outra pata teve que ser retirada. “Não sei se vai precisar de amputada. Ele está lutando, ele quer andar. Mas é muito cedo para falar se ele vai perder as patinhas ou não”, disse.

 Segundo o veterinário Igor Pitol de Oliveira, as lesões foram muito extensas, mas não é possível dizer o que as causaram. O cão está sendo tratado com curativos trocados várias vezes por dia e antibióticos para combater a infecção.

“Estamos trabalhando para que haja uma cicatrização. A segunda opção seria a amputação com a colocação de próteses”, afirmou o veterinário.

Tamiris cuida de Pingo com a namorada desde quando ele tinha 21 dias em Araraquara (Foto: Arquivo Pessoal)Tamiris cuida de Pingo com a namorada desde quando ele tinha 21 dias em Araraquara (Foto: Arquivo Pessoal)

Tamiris cuida de Pingo com a namorada desde quando ele tinha 21 dias em Araraquara (Foto: Arquivo Pessoal)

Ajuda com custos

O estado de saúde é estável e ele deve ficar internado por uma semana. As donas estão gastando R$ 310 por dia com a internação e os medicamentos e agora pedem ajuda nas redes sociais para conseguir arcar com os custos.

“Todo mundo está ajudando, um dá R$ 10, outro paga diária da clínica, outro paga os remédios. O curativo precisa ser trocado até três vezes por dia”, disse Tamiris.

Quem quiser ajudar no tratamento do cachorro pode entrar em contato com as donas pelos telefones (16) 99251-3295 ou 99307-7230.

O cão Pingo passa por tratamento em clínica veterinária de Araraquara (Foto: Arquivo Pessoal)O cão Pingo passa por tratamento em clínica veterinária de Araraquara (Foto: Arquivo Pessoal)

O cão Pingo passa por tratamento em clínica veterinária de Araraquara (Foto: Arquivo Pessoal)

 Polícia investiga o caso

As donas registraram boletim de ocorrência e a Polícia Civil investiga o caso como crime de maus-tratos, cuja pena que varia de três meses a um ano de detenção, além de multa, e é aumentada em caso de morte do bicho. As denúncias podem ser feitas pela Delegacia Eletrônica de Proteção Animal.

“Acho que foi algum drogado ou algum ser humano frio, que tem inveja. Não sei como a pessoa consegue deitar e dormir. Claro que a gente espera punição, mas quero que o Pingo seja salvo, quero ele de volta”, ressaltou a vendedora.