Carlos Antonio diz que está pronto para se candidatar em 2014, deixando transparecer que estaria se livrando das condenações que lhe tornaram ficha suja - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Carlos Antonio diz que está pronto para se candidatar em 2014, deixando transparecer que estaria se livrando das condenações que lhe tornaram ficha suja

Carlos AntonioO ex-prefeito de Cajazeiras e atual secretário de Interiorização do Estado, Carlos Antonio, surpreendeu os ouvintes quando praticamente se lançou candidato nas eleições de 2014, ao declarar em alto e bom som, em entrevista concedida esta semana a Rádio Alto Piranhas que está quase pronto para a disputa – “Tô quase pronto, olhando para as chuteiras, me preparando”, foi a frase usada por ele, deixando os sertanejos duvidando de suas palavras, pois o ex-prefeito não conseguiu ser candidato a prefeito em 2012, por está enquadrado na Lei Ficha Limpa.Como o ex-prefeito não dá ponto sem nó, a sua declaração bate com comentários de bastidores de que ele trabalhou este ano inteiro no sentido de reverter as duas condenações que recebeu do Tribunal de Contas da União, condenações estas que já haviam transitado em julgado, fato que lhe colocou na condição de Ficha suja, impedindo sua candidatura. Em 2012 Carlos Antonio ainda buscou reverter o efeito das condenações no âmbito da Justiça Federal, mas terminou desistindo do recurso que estava para ser apreciado do TRF, em Recife, após decisão de caráter liminar da justiça federal em João Pessoa, que havia negado seu pedido, desistência esta extensiva a ação protocolada no juízo de 1º grau.Se Carlos Antonio conseguiu ou não reverter às condenações ainda não se sabe oficialmente, mas é possível observar que os dois processos no TCU estão ativados, com várias movimentações, a partir de recursos de reconsideração apresentados pelo ex-prefeito, inclusive com decisões, cujo teor dos acórdãos o blog ainda não teve acesso, conforme demonstra as movimentações apresentadas no final da matéria.

A mudança de relatores e a apresentação de fatos novos podem resultar em novo entendimento. Em um dos processos a relatora atual é nada mais, nada menos do que a mãe do presidenciável Eduardo Campos, a Ministra Ana Lúcia Arraes de Alencar – (o Processo referente às denúncias da Barragem do Bartolomeu), justamente a Ministra que também atuou como relatora do outro processo (o da Fundação Mascarenhas), no período de 01/11/2011 até agosto de 2012.

Clique e ouça o áudio abaixo:

TCU 02

TCU 01

 

Jornal da Paraíba