carro-bomba

Carro-bomba mata duas pessoas em frente a tribunal na Turquia

Um carro-bomba explodiu nesta quinta-feira em frente ao Palácio de Justiça da cidade de Izmir, no oeste da Turquia, deixando um policial e um porteiro mortos, segundo informações divulgadas pela agência de notícias estatal Anadolu. As autoridades turcas atribuíram a explosão ao grupo armado Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Após a explosão, houve intenso tiroteio nas imediações do edifício e dois supostos terroristas foram mortos pelas forças de segurança. O número total de feridos não foi confirmado, mas deve ficar entre seis e 11 pessoas. A polícia rondou o bairro onde o ataque aconteceu e procura por um terceiro envolvido, de cerca de 1,70 metro de altura e vestido com jaqueta preta e boina branca.

De acordo com a emissora CNN Türk, a explosão do carro-bomba aconteceu em frente à porta usada por juízes e fiscais para entrar no edifício. Segundo testemunhas citadas pelo jornal Hürriyet, alguém saltou do veículo momentos antes da explosão, e a polícia abriu fogo contra a pessoa. Um repórter declarou ao periódico que viu o corpo de um suposto terrorista abatido ao lado de uma arma automática.

Boate Reina

O ataque desta quinta-feira aconteceu apenas cinco dias depois que um terrorista matou 39 pessoas em uma casa noturna em Istambul na noite de Ano Novo. O atirador permanece foragido. A polícia prendeu 20 supostos militantes islâmicos que seriam da Ásia central e do norte da África em Izmir na quarta-feira, em operações que a mídia turca disse que tinham ligação com o ataque na boate de Istambul.

(Com EFE)