Cartaxo aposta em parcerias com governo Temer e nega interferência na Câmara de JP

cartaxo1 (1)temerO prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), revelou expectativa para uma boa relação com o governo do presidente interino, Michel Temer (PMDB), e na busca de recursos para execução de obras na Capital. Ele também negou interferência na Câmara Municipal ao destacar que cabe aos vereadores decidirem se instalarão ou não a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que visa investigar supostas irregularidades na Lagoa.

Cartaxo assegurou que irá buscar parcerias e pregou a importância da união entre governos federal e municipal.

“O importante nesse momento é termos a clareza de que podemos olhar para frente e construir parcerias com o governo federal. Os mais de cinco mil municípios do país precisam do suporte, parceria e investimento por parte do governo federal. João Pessoa não é diferente, temos vários projetos que precisam de recursos do governo federal e nós vamos trabalhar dentro dessa perspectiva de estabelecer uma parceria administrativa para termos mais recursos para investirmos na nossa cidade. Vamos torcer para que o Brasil saia desse momento de crise e dessa situação de mobilização”, disse.

O prefeito acredita que a ausência de paraibanos no governo de Michel Temer não irá atrapalhar o estado.

“Eu não creio que prejudique, seria muito bom ter paraibanos, mas temos uma bancada federal de 12 deputados e três senadores que vão colaborar com a cidade e com o estado”, opinou.

Ele também destacou a participação do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, no governo de Michel Temer.

“Sem dúvida, é importante ter um parceiro no governo federal, num cargo importante, pois João Pessoa precisa de mais investimentos e a fonte de recursos é o governo federal. é bom ter um parceiro, ter alguém que pensa na cidade, que já teve a oportunidade de estar em João Pessoa e quando foi ministro das Cidades nos ajudou bastante”, acrescentou.

O gestor negou interferência do Poder Executivo no Legislativo e afirmou que a ele cabe tão somente entregar a obra da Lagoa.

“Cabe à Câmara Municipal tomar uma posição. Eu faço parte do Poder Executivo, o meu papel é entregar a obra da Lagoa e isso eu vou fazer, vocês podem anotar e me cobrar que até o próximo mês, vamos entregar o parque da Lagoa à cidade, mesmo que alguns tentem inviabilizar a obra  e tenha muita gente trabalhando contra, é um compromisso meu com o povo”, falou.

Cartaxo evitou fazer avaliações sobre uma possível instalação da CPI da Lagoa, já que ela não está em funcionamento.

“Eu fui vereador muitos anos em João Pessoa e como parlamentar sempre soube separar o Poder Legislativo do Executivo. Eu tenho um respeito profundo pela Câmara, independente de quem faça parte da bancada de situação ou oposição. Não existe intervenção da prefeitura no Poder Legislativo. Os vereadores têm autonomia para tomarem as decisões que acharem mais corretas”, concluiu.

Blog do Gordinho