Cartaxo nega retirada forçada de moradores da Vila Nassau e diz que ocupações são irregulares

Cartaxo nega retirada forçada de moradores da Vila Nassau e diz que ocupações são irregulares

Cartaxo concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira (3) para explicar o projeto do Parque Ecológico Sanhauá (Foto: Secom-JP)

O prefeito Luciano Cartaxo (PV) concedeu entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (3) para explicar o projeto do Parque Ecológico Sanhauá e comentar o embargo e a liberação da obra feita pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (IPHAEP). Ele disse que o governador João Azevêdo teve um ato de bom senso ao analisar pessoalmente a questão e orientar o IPHAEP a autorizar novamente as intervenções na Vila Nassau, no Centro Histórico da Capital.

As ações tinham sido embargas sob alegação de falta de licenças necessárias para a continuidade dos trabalhos. O IPHAEP deu novo prazo para essa providência, sem que haja mais embargos.

O gestor também declarou que as ocupações no local são irregulares, resultado de invasão da área pública municipal. “Aquela área também é pública municipal com ocupação irregular, tanto do ponto de vista de moradia quanto de comércio. As famílias que moram lá não têm a posse daquela casa ou comércio. Com a alternativa que estamos buscando, elas vão ter a sua moradia de ‘papel passado’, como costumamos dizer. Outra coisa para deixar bem transparente é que aquelas casas não tem valor do ponto de vista histórico porque foram casas construídas recentemente. A cada dia que passa se tem a chegada de novas famílias invadindo aquela área.”

“Estamos de posse da aprovação por parte do IPHAN, que não somente aprovou o nosso projeto, como também é parceiro e financiador desse projeto. O IPHAN tem regras claras e rígidas em relação à revitalização do Centro Histórico. A Prefeitura de João Pessoa conseguiu elaborar um projeto, buscar e liberar um financiamento para podermos iniciar as obras que já iniciamos”, disse o prefeito.

Por causa dos questionamentos sobre a retirada dos moradores, Luciano Cartaxo argumentou que a área é de risco para moradia. “A área em que estamos fazendo a intervenção na área da Vila Nassau. Essa área é classificada pela Defesa Civil como área de risco para as pessoas que moram lá. Jamais a gente iria buscar uma alternativa para o Centro da cidade se a gente não tivesse uma alternativa para as famílias. A primeira alternativa é retirar as famílias do risco.”

Ele falou também do local para onde devem ser transferidas algumas famílias retiradas da Vila Nassau, espontaneamente, segundo destacou o próprio prefeito. Ele negou que as pessoas estão sendo retiradas “Construímos o Residencial Saturnino de Brito. Temos 400 apartamentos prontos para morar, está faltando apenas a parte da infraestrutura com drenagem, pavimentação, calçadas padronizadas, iluminação, parques… Aquela frase que alguns andaram repetindo de que nós vamos retirar as pessoas sem ter onde colocar essas pessoas é uma frase que não tem um pingo de verdade.”

ClickPB