Caso soltos, vereadores de Santa Rita poderão ser afastados do cargo

Reynaldo Serpa afirmou que pode haver afastamento cautelar dos vereadores (Foto: Walla Santos/Click PB)

Os 11 vereadores de Santa Rita presos na madrugada desta terça-feira (5) por suspeita de peculato podem ser afastados preventivamente dos cargos caso sejam soltos. A informação é do promotor de Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), Reynaldo Serpa.

O promotor explicou que é possível que ocorra a prisão preventiva dos vereadores na audiência de custódia, mas em caso contrário, se os vereadores forem soltos, o Ministério Público poderá solicitar o afastamento cautelar deles, para preservar provas da investigação.

Quanto à situação atual da Câmara, o promotor afirmou que o regimento interno da casa deve ser seguido. Questões como quórum para votações e eventual posse de suplentes devem ser resolvidas internamente na Câmara.

Reynaldo Serpa revelou que outros simpósios e congressos realizados neste ano com participação dos vereadores de Santa Rita serão investigados. Ele disse ainda que existem outras empresas, além da já investigada, suspeitas de forjar congressos para possibilitar o pagamento de diárias.

ClickPB