Cássio afirma que não vai frustrar paraibanos, e diz que deixou o "Mago" trabalhar - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Cássio afirma que não vai frustrar paraibanos, e diz que deixou o “Mago” trabalhar

cassio candidaturaDurante entrevista para a Rádio Mais FM, de Uiraúna, o senador Cássio Cunha Lima demonstrou mais objetividade nas suas respostas quando questionado sobre o processo eleitoras de 2014.Um dos principais representantes do PSDB na Paraíba, ele revelou que não vai frustrar a expectativa dos paraibanos, sinalizando uma possível candidatura ao Governo do Estado, e com isso, um rompimento com o governador Ricardo Coutinho.

Cássio disse que 2014 chegou, e esse é o momento de falar sobre o pleito. Em 2013 ele “deixou o Mago trabalhar”, e não teve um gesto sequer de obstáculo, de dificuldade, de empecilho para que o gestor pudesse realizar sua ação administrativa. O senador também destacou que isso se deve também ao programa feito para o Estado em 2010, a chamada Carta de Intenções.

Para ex-governador da Paraíba, chegou o tempo do PSDB avaliar o governo e a aplicação das propostas feitas pela coligação: “Ele teve três anos a oportunidade de trabalhar, e o PSDB vai, no tempo próprio, deliberar sobre as duas teses: a manutenção da aliança ou a candidatura própria, e meu nome é sempre lembrado para disputar o cargo no Governo Estadual”.

No debate sobre o futuro do PSDB, Cássio comentou que não vê problema na participação do DEM na discussão da manutenção de um projeto único, e que essa parceria já viria de muito tempo. Outro partido citado pelo tucano, que estaria conversando com o PSDB, é o PMDB: “O deputado Trocolli tem sido uma ponte, um embaixador do diálogo, da conversa aberta, tolerante, compreendendo divergências, que é danatureza da política.A política é a arte da compreensão, o território da tolerância”.

“Precisamos pensar o futuro da Paraíba, e o PSDB, tenho certeza, estará pronto para cumprir as expectativas da nossa sociedade, e qualquer que seja a trincheira de luta que eu esteja ocupando eu estarei pronto para honrar a confiança do povo paraibano”, disse.

No final do mês de janeiro, início de fevereiro, deverá acontecer uma reunião da Executiva Estadual do PSDB para que eles possam definir mecanismos de consulta, e para ele, isso deve ser feito da forma mais ampla possível: “O PSDB tem uma presença forte do estado inteiro, e precisamos criar um mecanismo de consulta, que deverá ser deliberado pela Executiva, para que tenhamos uma decisão que seja o reflexo do sentimento da maioria”.

O tucano afirmou que existe uma ligação entre a política Nacional e Estadual, “os fatores locais pesam, são preponderantes, tem um peso diferenciado e não se descasa uma coisa da outra, principalmente na minha condição de vice-presidente do PSDB”.

Da Redação 

WSCOM Online