Cássio protocola representação criminal contra a presidente Dilma junto à PGR por nomeação de Lula

Cássio protocola representação criminal contra a presidente Dilma junto à PGR por nomeação de Lula

Cassio-critica-violenciaO senador Cássio Cunha Lima decidiu protocolar uma representação criminal contra a presidente Dilma, nesta segunda (dia 11), junto à Procuradoria-Geral da República. O paraibano alega que a petista praticou crime de corrupção passiva privilegiada ao tentar nomear o ex-presidente Lula como ministro-chefe da Casa Civil.

Cássio argumentou se pautar em parecer do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que viu irregularidade na nomeação de Lula para o ministério, e sugeriu que o ato seja suspenso, ante a suspeita que seria uma manobra para adquirir foro privilegiado. O tucano defende ainda uma investigação policial para apurar a materialidade de sua denúncia.

Segundo Cássio, “o ato de nomeação praticado pela presidente Dilma demonstra a nítida intenção de beneficiar o ex-presidente Lula, e ela comete infração de seu dever funcional ao não observar e zelar pelos princípios constitucionais da moralidade, impessoalidade e de atentar contra o livre exercício do Poder Judiciário”.

Obstrução – O procurador-geral da República argumentou que houve desvio de finalidade na nomeação de Lula, e se a posse for aceita pelo plenário do Supremo, poderia embasar uma futura investigação de tentativa de obstrução da Justiça por parte de Dilma.

Helder Moura