Cássio responde provocações de RC

Cássio oposição governo federalO senador Cássio Cunha Lima disse que estava surpreso com as bravatas ditas pelo governador Ricardo Coutinho nesta segunda-feira, em João Pessoa. Para Cássio, ao invés de tentar tirar o foco das suas responsabilidades com os graves problemas pelos quais passa o Estado da Paraíba, o governador tenta transferir o debate para o campo eleitoral. Para o senador, “caberá à Justiça Eleitoral julgar o atual mandato de Ricardo Coutinho”.

Cássio lembrou que as ações que tramitam no Tribunal Regional Eleitoral são em grande parte, oriundas da atuação vigilante do Ministério Público Federal junto ao TRE-PB, notadamente quanto ao uso eleitoreiro do Programa Empreender que de acordo com a investigação feita pela Procuradoria Regional Eleitoral “de 2013 para 2014 houve um incremento de cerca de 57,41% no total gasto e em julho de 2014, já na campanha eleitoral, houve um aumento de cerca de 117,51% na concessão de crédito com relação ao mês de junho”.

Outras ações, também oriundas do Ministério Público também aguardam julgamento pelo TRE-PB, tais como a que trata sobre as “Plenárias de Cultura”, que foram realizadas pelo governo do Estado utilizando a estrutura do Estado o que, segundo o MPF configurou “prática de abuso de autoridade”. Além da ação que comprovou que material escolar foi distribuído pelo governo já próximo às eleições de 2014.

Também é alvo de investigação do Ministério Público, as nomeações e exonerações de servidores realizadas pelo governo no período eleitoral. “Em cinco procedimentos, a PRE/PB apurou fatos envolvendo o uso de servidores públicos na campanha eleitoral do candidato reeleito”.

Conforme o senador, por não atender às expectativas da sociedade, principalmente no que diz respeito à Educação, saúde e segurança pública, que vivem um verdadeiro caos, o governador prefere atacar os adversários políticos para levar o embate, que é administrativo, para o campo eleitoral.

Redação com Assessoria