Ciclone deixa 20 mortos e rastro de destruição na Índia - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Ciclone deixa 20 mortos e rastro de destruição na Índia

India-CyclonePescadores tentam desvirar um barco após inundação provocada pelo ciclone Phailin em Gopalpur Bikas Das / AP

GANJAM/ BHUBANESWAR, Índia – A mais forte tempestade da Índia em 14 anos deixou um rastro de destruição ao longo da costa leste do país neste domingo, embora o número de vítima tenha sido pequeno depois que quase um milhão de pessoas se refugiaram em abrigos. Espera-se que o ciclone, que provocou ventos de 200 km/h, dissipe-se dentro de 36 horas, perdendo força enquanto se dirige para o interior do continente.

Autoridades do estado de Odisha informaram que 20 pessoas morreram após desmoronamentos e queda de árvores, uma cifra inferior à esperada. Em 1999, um ciclone de proporções semelhantes matou mais de 10 mil pessoas no estado.

Funcionários estão avaliando os danos e fornecendo alimentos para centenas de milhares de pessoas que passaram a noite em abrigos. O ciclone destruiu muitas casas costeiras e derrubou árvores, bloqueando estradas. As linhas de energia e comunicação também sofreram danos.

Pelo menos 873 mil pessoas em Odisha e no estado vizinho de Andhra Pradesh passaram a noite em abrigos, alguns dos quais tinham sido construídos depois de uma tempestade de 1999. Outros procuraram segurança em escolas ou templos.

– Nós salvamos vidas, colocando-os em abrigos no tempo – disse o comissário especial de Odisha, J.K. Mohapatra.

O jornal “The Times of India” informou que um aumento de mais de 3 m de altura no nível das águas inundou as áreas de Ganjam; Khurda; Puri e Jagatsinghpur, distritos de Orisha; e em Srikakulam, no distrito de Andhra Pradesh.

Muitos vilarejos ainda estão cercados por água

 

O globo