Cidade parada: Servidores da saúde deflagram greve por tempo indeterminado em Santa Rita

IMG_20150617_105951505_HDRServidores da secretaria de saúde de Santa Rita, nesta quarta-feira (17) decidiram deflagrar greve paralisando suas atividades na  secretaria de saúde por tempo indeterminado em assembleia geral que contou com a participação de todos os servidores de todos os setores da saúde municipal.

Em assembleia realizada na sede do sindicato os servidores decidiram a unanimidade pela aprovação do movimento grevista e acompanhar os servidores da educação que se encontra a 50 dias com suas atividades paralisadas reivindicando 13,01%, e 8,8% para os servidores que fazem o apoio da educação em Santa Rita.

De acordo com o presidente do sindicato José Farias a categoria está muito sofrida nesta gestão e nós que fazemos a direção do sindicato, desde o retorno do prefeito cassado Reginaldo Pereira a prefeitura, que procuramos ele, falta de aviso não foi, alertamos pelas reivindicações de direitos dos servidores principalmente o atraso nos salários, que foi um fator primordial para decretar mais uma categoria em greve no município.

“A saúde já não anda bem em Santa Rita, e agora com mais uma categoria tão importante parada que eles os servidores decidiram pela greve por tempo indeterminado devido atrasos de salários, insalubridade, adicional noturno, gratificações do SUS que foram retiradas, acima de tudo a mínima condição de trabalho nas unidades de saúde no município, que se quer água para os servidores beber existe e tem que pedir a população, foram várias tentativas para dialogar em nome da categoria e o prefeito nunca nos atendeu, agora a categoria cansada de esperar pelo prefeito que só alega que não tem dinheiro, e os recursos repassados mostram que a gestão dá para conceder o que é de direito resolveu paralisar geral, ” lamentou a falta de diálogo o sindicalista.

A servidora Sayonara Izidro que presta serviço à 18 anos, como agente comunitário de saúde na secretaria revelou,  que os recursos que pagam sua categoria é repassado pelo governo Federal no dia 20, e o pagamento só acontece entre os dias 4 e 5 de cada mês, nas gestões anteriores o pagamento era efetuado dia 28. A servidora disse ainda que nem água existe para consumo nos postos de saúde do município, “um verdadeiro descaso com a saúde no município e quem está sofrendo é o povo, nós que levando os serviços de saúde e estamos em contato direto com o povo sabemos do que o povo tem sofrido que chegou até morrer gente na porta de um hospital em Santa Rita,e que saiu até tiro, ” disse.

Com isso, após deflagrar mais uma greve no município pelos atrasos e péssimas condições de trabalho oferecida pela prefeitura, os servidores da saúde se engajaram na campanha “Adote um servidor e salve uma família”,  da educação que permanecem em greve a 50 dias e começaram a arrecadar alimento pelas ruas de Santa Rita, aonde foi montada uma tenda na Praça Getúlio Vargas, para arrecadar alimento para os professores que estão sem salários, devido o prefeito da cidade que se apropriou do dinheiro público que o poder subiu pra cabeça e pensa que é dele, finalizou o presidente José Farias.IMG_20150617_105024987_HDR

IMG_20150617_110057780_HDR

IMG_20150617_110114073

IMG_20150617_110159902

IMG_20150617_110209889

IMG_20150617_105022385

Lamartine do Vale, do Paraíba