João Pessoa 21/03/2019

Início » Destaque » Cigano busca vitória contra Derrick Lewis para se reaproximar do cinturão do peso-pesado

Cigano busca vitória contra Derrick Lewis para se reaproximar do cinturão do peso-pesado

Ex-campeão da categoria mira terceiro triunfo seguido no UFC Wichita, sábado. Co-luta principal terá Elizeu Capoeira x Curtis Millender. Nas preliminares, Serginho encara Tony Martin

Há aproximadamente sete anos e quatro meses, um catarinense da cidade de Caçador fazia história ao nocautear Cain Velásquez, então campeão dos pesos-pesados do UFC. Junior Cigano conseguiu manter o cinturão por um ano, quando foi superado pelo americano na revanche. De lá para cá, o brasileiro oscilou na divisão e engatou duas vitórias seguidas – o que não acontecia desde 2012. Neste sábado, no UFC Whichita, no Kansas, busca o terceiro triunfo contra Derek Lewis, no combate principal desta edição, para se reaproximar de uma disputa de título.

Combate transmite o UFC Wichita ao vivo e com exclusividade na íntegra a partir de 18h (horário de Brasília), neste sábado. O SporTV 2 e o Combate.com exibem as duas primeiras lutas, e o site acompanha o evento inteiro em Tempo Real.

Em oitavo lugar no ranking da categoria, Junior Cigano terá pela frente o terceiro colocado. É por isso que assinalar a vitória, diante de um oponente que disputou o cinturão em 2018, poderá voltar a colocar o catarinense em um bom patamar.

– O cinturão é o objetivo de qualquer um. Não só por que o dinheiro melhora (risos), mas por ser a realização. Você é o cara, é o número 1 da sua categoria no mundo! E no caso do peso-pesado, você é o cara, não tem ninguém no mundo que vai ser mais durão que você. Eu sei das minhas capacidades. É muito claro na minha cabeça que eu posso chegar lá. Se eu tiver a oportunidade, eu vou. Isso é questão de tempo. Vai acontecer – declara Cigano.

Cigano vai ganhar força para uma futura disputa de cinturão, caso vença Lewis — Foto: Reprodução / CombateCigano vai ganhar força para uma futura disputa de cinturão, caso vença Lewis — Foto: Reprodução / Combate

Cigano vai ganhar força para uma futura disputa de cinturão, caso vença Lewis — Foto: Reprodução / Combate

Dono de mãos potentes – são 18 nocautes em 21 vitórias na carreira -, Derrick Lewis busca a reabilitação após ser finalizado por Cormier. Será a primeira vez que “The Black Beast” entrará em ação desde o UFC 230, sediado em Nova York, em novembro. E, embora esteja vindo de derrota, Cigano demonstra respeito pelo rival.

– É um cara muito perigoso. É um peso-pesado original. Muito forte, muito pesado e com poder de nocaute absurdo. Quando a mão pega ali… Todo peso-pesado tem essa questão da mão pesada, mas no caso dele, acho que isso é dobrado, ele tem um poder de nocaute muito forte. Tem que tomar muito cuidado com isso.

Elizeu Capoeira garante estar recuperado de lesão — Foto: Reprodução / CombateElizeu Capoeira garante estar recuperado de lesão — Foto: Reprodução / Combate

Elizeu Capoeira garante estar recuperado de lesão — Foto: Reprodução / Combate

No co-evento principal, outro brasileiro encara um lutador americano. Trata-se de Elizeu Capoeira que, embalado por seis vitórias seguidas, mede forças com Curtis MIllender, também em ascensão – em três lutas disputadas na companhia, o americano jamais perdeu. Recuperado de uma lesão no joelho, o atleta da CM System garante que o problema ficou no passado.

– A recuperação foi tranquila. Eu me mantive treinando, fazendo o que eu podia fazer, fiquei ativo mesmo com a lesão. E não foi nada que quatro semanas não me deixassem apto a estar 100% para voltar aos treinos. Estou bem preparado, bem confiante e bem psicologicamente. Estou doido para sair na porrada – contou o paranaense.

Serginho Moraes acredita no jiu-jítsu para vencer o adversário — Foto: Reprodução / CombateSerginho Moraes acredita no jiu-jítsu para vencer o adversário — Foto: Reprodução / Combate

Serginho Moraes acredita no jiu-jítsu para vencer o adversário — Foto: Reprodução / Combate

Serginho Moraes completa a lista de brasileiros no UFC Wichita. O lutador de 36 anos encara Anthony Rocco Martin na última luta do card preliminar. O integrante da academia Evolução Thai, que vem de duas vitórias seguidas, confia no jiu-jítsu afiado para superar mais um adversário que, por sua vez, superou todos os seus três oponentes em 2018.

UFC Wichita
9 de março de 2019, no Kansas (EUA)
CARD PRINCIPAL (22h, horário de Brasília):
Peso-pesado: Derrick Lewis x Junior Cigano
Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira x Curtis Millender
Peso-meio-médio: Tim Means x Niko Price
Peso-pesado: Blagoy Ivanov x Ben Rothwell
Peso-leve: Beneil Dariush x Drew Dober
Peso-médio: Tim Boetsch x Omari Akhmedov
CARD PRELIMINAR (19h, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: Anthony Rocco Martin x Serginho Moraes
Peso-galo: Marion Reneau x Yana Kunitskaya
Peso-leve: Grant Dawson x Julian Erosa
Peso-pesado: Maurice Greene x Jeff Hughes
Peso-galo: Louis Smolka x Matt Schnell
Peso-meio-médio: Alex Morono x Zak Ottow
Peso-leve: Alex White x Dan Moret

O Combate