CMJP aprova votos de aplausos a STF pelas condenações do mensalão e irrita PT

vereador heltonA Câmara de Vereadores de João Pessoa aprovou, na sessão desta quarta-feira (20), um ‘voto de aplausos’ ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao seu presidente, ministro Joaquim Barbosa, pela condenação dos acusados no escândalo do mensalão, a ação penal 470. O requerimento foi de autoria do vereador Lucas Pereira (DEM). A proposta foi aprovada em bloco e o único petista presente à sessão, Benilton Lucena, que é o primeiro secretário da CMJP, acabou também concordando com a matéria.O diretório do Partido dos Trabalhadores em João Pessoa reagiu. O partido lamenta o cochilo do vereador petista, que não contestou a votação e nem pediu que o requerimento fosse apreciado separadamente.Os petistas atacam diretamente o autor do requerimento. “O que quis o nobre Vereador com a iniciativa foi expressar todo o seu ódio como integrante de uma elite politica conservadora que não aceita que o Brasil viva o pleno desenvolvimento social e econômico com reconhecimento internacional, justamente no período dos governos de um ex-metalúrgico e de uma mulher que foi presa política e militante de esquerda”, afirmam.Em sua justificativa, o vereador Lucas Pereira destaca que a decisão do ministro Joaquim Barbosa tenha recaído no dia 15 de novembro. “O STF e o presidente Joaquim Barbosa, no dia da proclamação da República, resgataram a crença do povo brasileiro de que todos são iguais perante a lei”, observou.

O PT de João Pessoa questiona o vereador do Democratas quanto às acusações sobre o seu partido. “Ele fica silente sobre escândalos que envolvem o seu partido, como o ‘mensalão do DEM’, cujo processo se arrasta lentamente em gavetas de tribunais pelo país”, estranha.

Para a direção do PT em João Pessoa, “é público que todo o longo processo da AP 470, teve um grande caráter midiático promovido em especial pelo ministro presidente do STF, Joaquim Barbosa, e por grande parte de uma impressa golpista e de direita do nosso país. Nunca em nossa história, tivemos uma cobertura midiática de um processo no STF como neste caso. É claro que o que eles queriam e querem não era só julgar pessoas e sim julgar de forma inquisitória toda uma história politica de um partido que mudou e vem mudando os rumos sociais e econômicos do Brasil”, enfatiza a nota oficial do partido.

Para o autor do requerimento do voto de aplausos, o STF deu uma demonstração de que todos são iguais e os condenados no mensalão não devem ter regalias, “seja José Dirceu, pessoas que tem condições de comprar juízes corruptos ou um ladrão de galinhas, um pobre”.

Lucas Pereira considera que a Câmara de João Pessoa cumpriu seu papel quando aprovou um voto de aplauso ao STF, “para que aqueles julgadores tenham consciência de que o povo reconhece a importância da atitude e do gesto do tribunal, da elevação dos valores republicanos”.

Portal Correio