CMJP homenageia presidente do TRE-PB - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

CMJP homenageia presidente do TRE-PB

presidente treO desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque é o mais novo cidadão pessoense. A sessão solene de outorga dessa titulação e da Medalha Cidade de João Pessoa ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) ocorreu na tarde desta sexta-feira (25), no plenário da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP).

 

A solenidade foi conduzida pelo presidente da Casa, o vereador Durval Ferreira (PP), que é autor da propositura para concessão do Título de Cidadão Pessoense em conjunto com o vereador Fernando Milanez (PMDB). Além deles, também foram autores da entrega da Medalha Cidade de João Pessoa os parlamentares Benilton Lucena (PT), Bira (PT), Bosquinho (DEM), Bruno Farias (PPS), Lucas de Brito (DEM), Marcos Vinícius (PSDB), Raoni Mendes (PDT) e Zezinho Botafogo (PSB).

O presidente Durval Ferreira destacou que a subscrição das homenagens pelo grande número de vereadores e sua aprovação unânime na Casa Napoleão Laureano atestavam o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo desembargador ao longo de sua trajetória. “É uma honra representar cada cidadão e ser porta-voz de tantos que gostariam de pessoalmente lhe retribuir tantos trabalhos prestados com zelo por nossa terra”, defendeu.

O parlamentar ainda explanou sobre a vida do homenageado e sua relação com a cidade de João Pessoa desde a juventude. “Natural de Mamanguape, aos 11 anos, Marcos Cavalcanti chegava a João Pessoa. Aquela ocasião, embora parecesse uma simples mudança de cidade, seria uma tamanha mudança de vida, que, mais tarde, refletir-se-ia numa transformação com reflexos e responsabilidades mais profundos, de um homem atuante em favor dos nossos cidadãos”, explicou Durval Ferreira.

O vereador Fernando Milanez também argumentou que o presidente do TRE-PB merecia todo o reconhecimento por sua atuação nas últimas eleições municipais. No Decreto Legislativo que outorga a cidadania pessoense ao desembargador Marcos Cavalcanti, os parlamentares destacam justamente “a forma equilibrada, discreta, sensata e ética como conduziu os trabalhos dos dois turnos das eleições para prefeito desta cidade”.

Milanez ainda enfatizou o trabalho da Justiça Eleitoral no recadastramento biométrico em diversas cidades paraibanas, entre elas, João Pessoa, para as eleições do próximo ano.

Além disso, o vereador elogiou a inteligência do homenageado, que é autor de 14 livros e membro da Academia Paraibana de Letras (APL), e sua preocupação com o patrimônio histórico-cultural da cidade e do Estado. “Defendo sempre que se preste esse tipo de homenagem e reconhecimento em vida”, comentou.

Para desembargador, Capital paraibana deu lição de cidadania nas últimas eleições

Marcos Cavalcanti disse que as duas honrarias eram motivo de muito orgulho e prestígio para qualquer paraibano e comentou sobre a exuberância do patrimônio histórico de João Pessoa, a terceira Capital mais antiga do país, destacando também as belezas naturais da segunda cidade mais verde do mundo e primeira colocada no Brasil. Ele disse que muito lhe honrava contribuir com “o progresso e o desenvolvimento desta cativante, acolhedora e hospitaleira metrópole”.

O presidente do TRE-PB também comentou sobre o processo eleitoral vivenciado nos últimos anos na Capital paraibana e disse que “a cidade de João Pessoa, com mais de 470 mil eleitores, deu lição de cidadania para o Brasil. Os candidatos deram a maior contribuição para que o pleito de 2012 fosse o mais limpo e ordeiro de todos os tempos”.

Entre as autoridades que participaram da sessão solene na CMJP, estavam o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro; o vice-presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), desembargador Romero Marcelo; o deputado estadual João Gonçalves (PSD); e o primeiro-tenente Renato Martins Nascimento, representando a 23ª Circunscrição de Serviço Militar.

Sobre o homenageado

O desembargador Marcos Cavalcanti é natural de Mamanguape, no interior paraibano, graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e iniciou sua carreira como advogado e procurador da Arquidiocese da Paraíba. Além de presidir o TRE-PB, é membro imortal da Academia Paraibana de Letras (APL), sendo autor de 14 obras publicadas nas áreas de direito, história e espiritualidade.
Ele também é responsável pela Comissão Especial de Cultura e Memória do Poder Judiciário Estadual, sendo autor da obra “História da Comarca de Mamanguape”, o primeiro livro de uma série intitulada “Histórias das Comarcas da Paraíba”, a qual pretende abranger aproximadamente 70 comarcas do estado. Marcos Cavalcanti ainda é historiador e membro do Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba (IHGP).

 

Érika Bruna Agripino