CNM tenta se aproximar de deputado paraibano de olho na reforma

CNM tenta se aproximar de deputado paraibano de olho na reforma

Brasília- Deputado Aguinaldo Ribeiro fala durante a sessão para votação da autorização ou não da abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, no plenário da Câmara dos Deputados. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) busca se aproximar do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), relator do projeto da reforma tributária na Câmara Federal.

A CNM, que tem maior vinculação com as pequenas e médias cidades, anunciou que vai propor cerca de 15 emendas ao texto da reforma e tramitação na Câmara.

Existem três propostas em pauta acerca dessa reforma. A que tramita na Câmara tem como origem a sugestão do economista Bernard Appy (secretário de Política Econômica no Governo Lula), que unifica cinco tributos: três federais (IPI, PIS, Cofins), um estadual (ICMS) e outro municipal (ISS).

No Senado tramita um projeto que foi apresentado pelo ex-deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR).

É mais ambicioso: junta nove impostos: IPI, IOF, PIS/Pasep, Cofins, Cide, salário-educação, todos federais, com ISS e ICMS.

A terceira alternativa de reforma tributária ainda é uma incógnita: é o texto que está sendo preparado pelo Ministério da Economia e pretende juntar apenas impostos federais, como também substituir as contribuições sobre a folha de pagamento por uma ´taxa´ sobre transações financeiras.

O detalhamento provavelmente será publicado nos próximos dias.

ParaíbaOnline