Colunista espanhol sugere Nobel da Paz para bombeiros que atuam em Brumadinho

Colunista espanhol sugere Nobel da Paz para bombeiros que atuam em Brumadinho

“Porque não dar o Nobel da Paz este ano aos bombeiros de Brumadinho que conquistaram simpatia e admiração dentro e fora do país com seu exemplo de abnegação?” A pergunta é do colunista espanhol Juan Arias, do jornal El Pais.

No texto publicado na noite desta quinta-feira, quando o rompimento da barragem da Vale completou sete dias, Arias lembra que o Brasil, “coração econômico do continente”, nunca ganhou a premiação da Academia Sueca.
“Foram esses bombeiros anônimos, mal pagos, que não hesitaram em arriscar a própria vida para salvar a dos outros, que nos ofereceram um pouco de oxigênio quando começávamos a desconfiar de tudo e de todos. Tínhamos experimentado, de fato, primeiro em Mariana e agora em Brumadinho, que o lucro selvagem das empresas em conivência com os políticos acaba engendrando esses novos campos de extermínio ambiental e humano”, argumenta o colunista.

Ainda no texto, ele defende que o trabalho dos militares na cidade da Grande BH, que fecha a semana contabilizando mais de 100 mortos pela onda de rejeitos de mineração, uniu o país. “Milhões de brasileiros, de fato, se identificaram, sem diferenças políticas, em um movimento de solidariedade com os bombeiros salva-vidas que conseguiram criar um clima de alento em um contexto de polarização asfixiante. Os bombeiros conseguiram o milagre de unificar por um instante um país quase em guerra”, diz Juan Arias. 

em