Com déficit de 80 profissionais, defensor promete discutir concurso público com novo governador

Com déficit de 80 profissionais, defensor promete discutir concurso público com novo governador

O Defensor Público Geral da Paraíba, Ricardo Barros, afirmou na tarde desta terça-feira (8) que o órgão tem um déficit de 80 profissionais e  que pretende discutir o problema com o novo governador da Paraíba João Azevedo (PSB). “Sabemos que a realização de um concurso público não se resolve de um dia para outro, pois envolve uma questão orçamentária e, na medida do possível, esperamos avançar nesse sentido, porque a cada ano o nosso contingente diminui por causa das aposentadorias”, destacou.

Ele aproveitou a entrevista no Programa Arapuan Verdade do Sistema Arapuan de Comunicação para agradecer ao governador João Azevedo (PSB) pela sua indicação para o cargo e prometeu que órgão irá trabalhar em parceria com o Estado. ” Meu muito obrigado ao governador João Azevedo pela confiança depositada em meu nome e vamos mudar a política de relacionamento com o Estado que deve ser um parceiro da Defensoria e pretendemos fazer isso da melhor maneira possível porque o órgão ganhando todo mundo ganha”, destacou.

Ricardo Barros destacou ainda a importância da Defensoria Pública principalmente para os mais carentes. Ele afirmou que ano passado, órgão protocolou na Justiça Paraibana 176.648 procedimentos nas áreas criminal, da família e Cívil que foram realizados pelos 230 defensores públicos. Ele afirmou ainda que somente na Defensoria Pública da Capital são atendidas cerca de 200 pessoas por dia.

Como metas principais da sua gestão, Ricardo Barros afirmou que pretende melhorar e aperfeiçoar ainda mais o atendimento a população e expandir os serviços para todas as comarcas da Paraíba. ” Já realizei uma reunião interna e exigi um relatório de cada setor para sabermos aonde precisamos melhorar e essas reuniões de avaliação acontecerão a cada dois meses para que possamos acompanhar todo o trabalho que vem sendo prestado pela Defensoria à população paraibana”, finalizou.

Paraiba.com