Com drama, Sport está nas semifinais da Copa do NE

Com drama, Sport está nas semifinais da Copa do NE

lateral sport recifeLateral foi autor do único gol rubro-negro na partida

Com pitadas dramáticas, foi dia de festa na Ilha do Retiro. Com o estádio praticamente lotado, o Sport bateu o CRB por 1×0 e carimbou a classificação para as semifinais da Copa do Nordeste, passando por ter marcado um gol fora de casa, na derrota por 2×1, na última quarta-feira, no Rei Pelé. O gol que garantiu a vaga leonina só saiu aos 28 minutos, com o lateral-esquerdo Renê, para explosão dos torcedores presentes. Agora, o Leão aguarda o vencedor do confronto entre Campinense e Salgueiro para conhecer o seu adversário.

Com apoio da torcida, os donos da casa começaram o jogo tentando sufocar o adversário. Sem Gabriel Xavier, o técnico Paulo Roberto Falcão decidiu manter o mesmo desenho tático, puxando o atacante Vinícius Araújo para fazer a função de armador, ao lado de Diego Souza e Reinaldo Lenis, e deixando Túlio de Melo como referência. E com essa formação, o Leão criou uma boa chance logo com um minuto de jogo, com Durval batendo falta para a boa defesa do goleiro Juliano. Apesar do volume de jogo, os pernambucanos não conseguiam criar chances reais. Assim, o time continuava chegando apenas nas bolas paradas. Aos 13, Renê cobrou falta na área e encotrou Diego Souza, que cabeceou sozinho por cima do gol. Aos 25 e 27, as melhores chances, ambas com Vinícius Araújo batendo para fora.

Na etapa final, o Rubro-negro manteve a postura. Correndo contra o relógio, a falta de paciência era o maior adversário da equipe, com a torcida começando a pegar no pé dos atletas. Enquanto isso, o CRB se arriscava nos contra-ataques. Novamente, Vinícius Araújo teve uma grande oportunidade, aos 14 minutos, mas bateu torto, para fora. A resposta dos alagoanos veio três minutos depois, com Luidy batendo forte para grande defesa de Danilo Fernandes. Mas aos 28 minutos, veio a grande explosão na Ilha do Retiro. Em jogada truncada, Renê conseguiu driblar o marcador e tocou de três dedos na saída de Juliano. Gol e festa dos rubro-negros.

  • .
  • Crédito: Anderson Stevens

Folha de Pernambuco