João Pessoa 11/12/2018

Início » Esporte » Com Éverton Ribeiro inspirado, Fla vence o Cruzeiro, mas não evita o título do Palmeiras

Com Éverton Ribeiro inspirado, Fla vence o Cruzeiro, mas não evita o título do Palmeiras

Ainda na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, o Flamengo foi até o Mineirão encarar o Cruzeiro, e fez a sua parte. Com uma linda atuação e dois golaços, Éverton Ribeiro comandou o a vitória rubro-negra em Belo Horizonte.

Com a vitória, o Flamengo chegou a 72 pontos e atingiu a sua melhor campanha na era dos pontos corridos. No entanto, com a vitória do Palmeiras sobre o Vasco, o Rubro-Negro não tem mais condições de alcançar a equipe paulista, que chega ao decacampeonato da competição.  A Raposa, por sua vez, sem nenhuma pretensão na competição, permanece na oitava colocação com 52 pontos.

Pintura de Éverton Ribeiro dá vantagem ao Fla

O início de partida no Mineirão foi de tentativa de imposição do Cruzeiro sobre o Flamengo. Antes da primeira volta no ponteiro, o uruguaio Arrascaeta foi o responsável pela primeira finalização, mas a bola subiu demais.

Porém, a resposta rubro-negra não demorou a acontecer. Aos seis, em jogada pela esquerda, Uribe recebeu na área deu trabalho ao goleiro Fábio, que fez boa defesa. No minuto seguinte, uma pintura aconteceu em Belo Horizonte. Éverton Ribeiro fez jogada individual pela direita, colocou entre as pernas de Egídio e bateu com categoria para o fundo do gol. Golaço do Flamengo!

A Raposa não se intimidou com a desvantagem no placar, e foi em busca do empate. Mesmo com uma marcação ajustada do Fla, Arrascaeta foi lançado pela esquerda, cruzou para Fred, que rolou para Robinho. O volante pegou de primeira e assustou o goleiro César.

Da metade para o fim da etapa inicial, a equipe celeste tomou de vez o controle da partida e começou a pressionar o Fla. Aos 35, Fred fez o trabalho de pivô dentro da área, serviu Thiago Neves, que finalizou firme. César estava ligado no lance e fez uma boa intervenção.

No minuto final do primeiro tempo, os comandados de Dorival Junior quase foram para o intervalo com uma vantagem maior. Em contra-ataque puxado por Léo Duarte, Éverton Ribeiro tentou o cruzamento para Vitinho, mas a bola tomou o rumo do gol e quase enganou o goleiro Fábio.

Ribeiro marca novamente

A exemplo do que foi a etapa inicial, o Cruzeiro foi o primeiro a tentar a ação ofensiva, mas foi o Flamengo que lveou perigo. Em rápida jogada pelo meio, Vitinho recebeu de Arão e bateu firme de perna esquerda, obrigando o goleiro Fábio a mandar para escanteio.

E a tarde era mesmo de Éverton Ribeiro, que corroborou com a famosa “lei do ex”. O camisa sete estava endiabrado e, após receber passe do colombiano Cuellar, o meia rubro-negro acertou um chutaço na gaveta, sem chances para o goleiro cruzeirense: 2 a 0.

A equipe celeste até que tentou uma pressão para buscar diminuir a vantagem da equipe adversária. Os atacantes Sassá e David foram a campo para dar mais força e velocidade ao ataque mineiro, mas a defesa flamenguista seguia forte e sem dar espaços.

O técnico Dorival Junior, percebendo o crescimento cruzeirense na partida, colocou Berrío para explorar a velocidade. Os donos da casa iniciaram uma pressão e chegaram, por três vezes, próximos ao primeiro gol na partida. Em duas ocasiões, Pará e Rodholfo afastaram o perigo em cima da linha; na terceira, César fez linda defesa no chute de Edilson.

O Cruzeiro seguiu tentando o gol de honra, mas começou a se precipitar nas finalizações. Os chutes começaram a sair de muito longe e sem direção. O Rubro-Negro seguiu administrando e garantiu a vitória, que nada valeu na luta pelo título, já que o Palmeiras fez sua parte e garantiu o título.

O Gol