Com falha e ‘milagre’ de Prass, Palmeiras busca empate com gol de estreante

Com falha e ‘milagre’ de Prass, Palmeiras busca empate com gol de estreante

Fernando Prass foi vilão e herói neste sábado, nas quartas de final do Campeonato Paulista. O goleiro do Palmeiras falhou no 1º tempo, mas defendeu um pênalti depois. O Verdão ficou no empate por 1 a 1 com o Grêmio Novorizontino, graças ao gol do estreante Arthur Cabral. Os dois times vão se enfrentar novamente no Allianz Parque, na terça-feira (26), para decidir vaga na semifinal.

Borja foi o primeiro vilão do Palmeiras. O time começou ligado no jogo e criou uma chance de gol com apenas 2 minutos. Depois que Dudu cobrou lateral rapidamente, o colombiano ficou na frente do goleiro e chutou em cima dele.

Borja voltou a perder uma chance aos 11min. Após cobrança de escanteio e desvio no primeiro pau, ele apareceu sozinho na pequena área, mas finalizou muito mal de cabeça.

Mas aos poucos o Novorizontino equilibrou a partida e até levou perigo ao gol do Palmeiras. Felipe Marques e Everton Sena levaram perigo, mas não capricharam nas finalizações.

O gol do Novorizontino saiu após falhas do Palmeiras. Primeiro Antônio Carlos errou um corte e deixou a bola nos pés de Murilo Henrique, que chutou forte no meio do gol. Fernando Prass errou e espalmou a bola para o meio da área. Cléo Silva pegou o rebote e finalizou para o gol.

Após o intervalo, Felipão colocou Arthur Cabral e Felipe Pires. E o jogo começou aberto no 2º tempo, com os dois times chegando ao ataque com facilidade. Em uma dessas chegadas, o Novorizontino conseguiu um pênalti. O juiz inclusive usou o sistema de vídeo arbitragem para ver que a bola bateu na mão de Antônio Carlos. Murilo Henrique foi para cobrança, mas Fernando Prass defendeu.

O lance empolgou o Palmeiras, que conseguiu o gol do empate aos 20min. Após cruzamento rasteiro de Marcos Rocha, Arthur Cabral dominou a bola de costas para o gol, girou rápido e finalizou no canto do gol.

Com isso, o Verdão começou a criar pressão para buscar a virada. Em chute de Marcos Rocha, o Novorizontino escapou por causa de um desvio. Em duas finalizações de Antônio Carlos, o gol não saiu porque Oliveira fez ótimas defesas.

Aos 38min, o Palmeiras quase fez gol novamente. Após outro bom passe de Marcos Rocha, Dudu e Arthur Cabral ficaram na frente do gol, mas tiveram os chutes travados pela defesa. O juiz deu 6 minutos de acréscimo, mas o Verdão não conseguiu buscar a virada.