Com gol de Edenílson, Inter vence Cruzeiro no Mineirão e abre vantagem na Copa do Brasil

Com gol de Edenílson, Inter vence Cruzeiro no Mineirão e abre vantagem na Copa do Brasil

Mesmo jogando no Mineirão, o Internacional deu um passo importante para avançar à final da Copa do Brasil. Em jogo equilibrado e de poucas oportunidades, o Colorado foi mais incisivo no ataque e, com gol de Edenílson, venceu o Cruzeiro por 1 a 0. Com a vitória, a equipe comandada por Odair Hellman pode até empatar no jogo de volta, que acontece no próximo mês, em Porto

Alegre, para avançar à grande decisão da competição. Poucas chances e nada de gol O jogo começou animado no Gigante da Pampulha. Nos primeiros 15 minutos de partida, o Cruzeiro chegou a acumular mais de 70% de posse, mas não conseguiu encontrar espaços para infiltrar na defesa colorada.

No entanto, mesmo com o controle das ações sendo cruzeirense, a primeira finalização no alvo da partida foi gaúcha. Aos 18, Rafael Sóbis dominou pelo meio e arriscou de fora. Fábio, bem posicionado, fez tranquila defesa. A primeira etapa não foi de grandes oportunidades. Com muita disputa no meio campo, o duelo ficou travado pelas fortes marcações.

O time celeste só conseguiu chegar com perigo aos 35. Após cobrança de escanteio, Sassá dominou na área, girou, mas exagerou na força. Pouco depois, em lance similar, o centroavante da Raposa recebeu na entrada da área, buscou espaço para a perna esqueda e chutou por cima da meta de Marcelo Lomba. Edenílson decreta vantagem para os gaúchos

Na volta do intervalo, o time comandado por Mano Menezes assustou logo no primeiro mimuto. Thiago Neves recebeu na entrada da área, mas chutou sem direção. Com o Cruzeiro mais agressivo, o técnico Odair Hellman tratou de criar alternativas para explorar o contra-ataque. O técnico colorado mandou a campo o velocista Wellington Silva no lugar de Nico López.

Funcionou.  Aos 25, após bela jogada combinada em velocidade pelo lado direito, Edenílson recebeu na área e ajeitou de calcanhar para Wellington Silva. O camisa 11 entrou livre na frente de Fábio, mas o goleiro celeste operou um milagre e salvou o time da casa. Uma pressão vermelha foi iniciada no campo mineiro. No lance seguinte,

Patrick ganhou disputa pelo lado esquerdo e cruzou, na medida para Guerrero, que pegou de primeira e obrigou o arqueiro celeste a fazer mais uma grande defesa. Até que aos 30, não teve jeito. Após falta de Ariel Cabral em Rafael Sóbis na entrada da área, Paolo Guerrero foi para a cobrança e, mais uma vez, Fábio voou para espalmar.

No entanto, o rebote caiu nos pés de Edenílson, que, livre, só teve o trabalho de empurrar para o funda das redes: Inter na frente. No fim, o time da casa buscou uma pressão pelo empate, mas não encontrou caminhos na defesa adversária. De perigo, uma finalização de Pedro Rocha de fora da área, que passou rente à trave de Lomba.

O Gol