Com gol de ”El Tanque”, Fla perde para Católica em jogo de chances desperdiçadas

  • O Universidad Católica era primeiro grande desafio do Flamengo fora de casa na temporada. Apesar da escalação modificada, o Rubro-Negro não pareceu se intimidar, criou chances e chamou o jogo. Mas isso não era o bastante para sair do Chile com mais três pontos. Com oportunidades desperdiçadas, melhor para o faro de artilheiro do veterano Santiago ”El Tanque” Silva. O uruguaio de 36 anos marcou o único gol da partida, de cabeça: 1 a 0 para o Católica e fim da invencibilidade da equipe do técnico Zé Ricardo – não perdia um jogo oficial desde outubro.

    DESTAQUEPANORAMA Com a derrota, o Flamengo caiu para a terceira colocação do Grupo 4 da Libertadores: com três pontos – uma vitória e uma derrota. O Universidad Católica fica com quatro pontos, assim como o Atlético-PR, que venceu o San Lorenzo, também por 1 a 0. Os argentinos seguem sem pontuar no torneio. A terceira rodada será apenas dia 12 de abril.

    A formação poderia dar a entender que o Fla iniciaria a partida mais recuado. Mas não foi o que aconteceu primeiros minutos de bola rolando em Santiago. Como de costume, o Rubro-Negro tomou maior parte da iniciativa logo de início. Com mais liberdade, Arão e Romulo se aproximaram mais do ataque do que habitual. Dentro e fora da área, as chances surgiram com Guerrero, Everton e até com Arão. Quando a zaga do time chileno não afastava, faltava pontaria.

    Apesar de o Flamengo criar o maior número de oportunidades e ter mais posse de bola, o lance mais perigoso de ataque da etapa foi do Católica. Rafael Vaz errou um recuo para Muralha e deixou Santiago Silva livre, na cara do gol. O atacante uruguaio dominou livre, mas bateu logo na saída do goleiro Muralha – que se antecipou bem na jogada.

    Logo no início do segundo tempo, o Flamengo teve boa chance com cabeçada de Guerrero na área. O camisa 9 subiu após cruzamento de Márcio Araújo, mas errou o alvo. Na resposta, o Católica pegou a defesa rubro-negra desarrumada e teve outra chance com Santiago Silva. E a tônica permaneceu a mesma: chances lá e cá. Mas, ao contrário da primeira etapa, o time chileno aparecia com mais perigo.
  • Zé Ricardo colocou Orlando Berrío no lugar do Romulo antes dos 15 minutos. E não demorou para a velocidade do colombiano aparecer. Através dela, surgiram chances desperdiçadas por Guerrero e Everton – no rebote. Pouco depois, bola na trave com falta cobrada por Diego na entrada da área.
    Mas valeu a máxima de que a bola não costuma perdoar muitas chances perdidas. Aos 29 minutos, Diego cometeu falta perto da área. No cruzamento, Santiago Silva subiu sem marcação e mandou de cabeça: gol do ”El Tanque”.  O único gol do jogo.
  • Em situação difícil fora de casa, o cenário ficou ainda pior nos minutos finais para o Flamengo. Aos 38 minutos, Berrío foi expulso do jogo após empurra-empurra com o lateral Parot. O jogador do Católica valorizou muito e caiu no chão. O juiz acabou mostrando o cartão vermelho.

  • Nesta quarta, Zé Ricardo modificou sua forma de escalar o Flamengo para o jogo em Santiago: começou o jogo com três volantes. No lugar de Mancuello, poupado após pancada na cabeça na semana passada, colocou Márcio Araújo jogando ao lado de Willian Arão e Romulo. Titular até o ano passado, o camisa 8 mostrou fôlego e ganhou a maioria das divididas. Ainda cruzou para boa chance perdida por Guerrero no segundo tempo.

Globo Esporte