Com gols no primeiro tempo, Corinthians vence Santos e abre vantagem na semifinal do Paulistão

Com um início de jogo eletrizante, Corinthians e Santos se enfrentaram em Itaquera, pelo jogo de ida das semifinais do Campeonato Paulista, e o Timão levou a melhor: 2 a 1. Manoel e Clayson marcaram para os corintianos, enquanto Derlis González descontou para o Peixe. A vitória garante a vantagem do empate para os comandados de Fábio Carille no jogo de volta, que acontece na próxima semana, no Pacaembu. Santos tem a bola e Corinthians a vantagem O jogo começou eletrizante na Arena Corinthians. Mal a bola rolou e a rede já balançou em Itaquera. Logo aos três minutos, Clayson sofreu falta na lateral do campo.

Na cobrança, Sornoza colocou na área e Manoel desviou de cabeça para colocar o Timão em vantagem na semifinal. A alegria corintiana, no entanto, durou muito pouco. Aos sete, Jean Mota bateu escanteio, Cássio não conseguiu cortar o perigo e a bola sobrou para Derlis González, que, livre, só teve o trabalho de cabecear para o fundo das redes, deixando tudo igual no clássico. Os lances de perigo seguiram saindo pelo alto. Henrique foi outro a assustar de cabeça, após novo cruzamento de Sornoza, mas a bola saiu pela linha de fundo. O Santos, seguindo a cartilha de seu treinador, tinha mais a bola e buscava encontrar espaços na zaga corintiana. O Peixe chegou a ter 65% de posse de bola durante a primeira etapa.

O Timão, por sua vez, permanecia bem postado no campo de defesa, à espera de uma oportunidade para sair em velocidade. Até que, aos 31, Luiz Felipe tentou por duas vezes afastar da defesa santista, mas a bola caiu nos pés de Clayson, que driblou Victor Ferraz e fez belo gol, recolocando o Corinthians em vantagem na Arena: 2 a 1. Antes da ida para o intervalo, um lance preocupou a todos presentes em Itaquera. Já nos acréscimos, Felipe Aguilar dividiu com Danilo Avelar na área e caiu desacordado. Após alguns momentos de tensão no gramado, o zagueiro colombiano do Santos deixou o campo de ambulância. Lucas Veríssimo foi escolhido para entrar em seu lugar.

Timão administra e garante vitória O panorama da segunda etapa foi similar aos primeiros 45 minutos de partida. O Santos seguiu com mais posse de bola, enquanto o Corinthians conseguia segurar o ímpeto do Peixe e administrava a vantagem. Quando o Timão ia para o ataque era Clayson o mais acionado. Aos 14, o baixinho arriscou uma bicicleta e a bola, que parecia tranquila para Vanderlei, quicou e quase complicou a vida do Santos. No rebote, Vagner Love chegava para finalizar, mas o goleiro santista conseguiu cortar.

O Santos continuou no dilema de controlar as ações, mas não encontrar espaços para agredir o adversário. O Timão por pouco não chegou ao terceiro. Clayson, sempre ele, recebeu livre na área e, na hora da finalização, acabou travado. Nos últimos minutos, a equipe santista se lançou para o ataque para evitar a derrota. E quase conseguiu. Aos 43, Jean Mota mandou bola para a área e encontrou Luis Felipe, que subiu bem, mas encontrou Manoel no meio do caminho para cortar e garantir a vitória do Corinthians no clássico.

O Gol