Com início intenso, Vasco vence Botafogo no clássico em São Januário

© Rafael Ribeiro / Vasco Com início intenso, Vasco vence Botafogo no clássico em São Januário

Virando a página de briga na parte debaixo da tabela, o Vasco recebeu o Botafogo, em São Januário, e, após um início avassalador, marcou duas vezes em dez minutos e venceu o clássico por 2 a 1.

Com a vitória, o Cruz-Maltino emplaca a segunda vitória consecutiva no Brasileirão e chega a 34 pontos, na 11ª posição. Do outro lado, o Glorioso acumula sua quarta derrota nos últimos cinco jogos e segue com 30 pontos, no 13º posto.

Intensidade e vantagem vascaína

O clássico começou a 100 por hora em São Januário. Logo aos sete minutos, Pikachu trabalhou com Rossi na direita, que serviu Bruno Gomes. O jovem volante arriscou de fora, a bola desviou em João Paulo e enganou Cavalieri. Bola na rede, e Vasco na frente.

No embalo de seu torcedor e com a vantagem no placar, o Cruz-Maltino seguiu atacando e não demorou para marcar o segundo gol. Aos 14, Ribamar carregou a bola na intermediária, limpou a marcação e finalizou bonito, no ângulo, sem chances para o goleiro alvinegro: 2 a 0.

O Botafogo, enfim, conseguiu acordar. Luiz Fernando iniciou jogada pela direita e buscou o cruzamento. A bola passou por Pimpão e chegou até Yuri, que finalizou de primeira, obrigando Fernando Miguel a mandar para escanteio. Na cobrança, Marcinho bateu fechado e Marcelo Benevenuto apareceu na primeira trave para descontar para o Glorioso na Colina Histórica.

Da metade para o fim da etapa inicial, o time botafoguense equilibrou as ações e foi o dono da posse de bola. A equipe mandante, por sua vez, mostrou claramente que jogaria pelos contragolpes e fechou os espaços no campo de defesa. Assim foi até a ida para o intervalo.

Vasco administra e vence

Na segundo tempo, a partida não repetiu a mesma intensidade de seus primeiros minutos. Com muita disputa pela bola, principalmente no setor de meio campo, as defesas foram levando a melhor sobre os ataques.

Mesmo com tanta disputa, apenas o Vasco levava perigo. Aos 15, após boa jogada trabalhada pela esquerda, Marcos Junior cruzou na medida para Marrony, que testou bonito, no contrapé de Cavalieri, que se esticou todo e fez excelente defesa.

A partir daí, foi instaurada uma pressão vascaína em São Januário. A blitz cruz-maltina só não foi transformada em mais um gol, pois o chute de Marcos Júnior para nos braços de Cavalieri. Assim como a grande investida de Rossi, que bateu cruzado.

Da metade para o fim da partida, o time de General Severiano reagiu. Aos 30, Bochecha lançou para Diego Souza na área. O atacante dominou, chamou a marcação e tocou para Leo Valencia. O chileno bateu colocado, e a bola passou muito perto do travessão.

A pressão botafoguense se intensificou nos minutos derradeiros. O Vasco, por sua vez, seguro na defesa, promoveu a estreia do colombiano Guarín, que entrou no lugar de Bruno Gomes. E foi só. Vitória vascaína em São Januário.

O Gol