Com vantagem, Botafogo-PB enfrenta Salgueiro hoje no Estádio Almeidão pela série D - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Com vantagem, Botafogo-PB enfrenta Salgueiro hoje no Estádio Almeidão pela série D

BOTAFOGO1Entrar focado, com determinação, sem deixar o adversário criar situações de ataque. É assim que o treinador Marcelo Vilar quer o time do Botafogo na partida de hoje, às 16h, no estádio Almeidão, contra o Salgueiro-PE, pela quarta fase do Campeonato Brasileiro da Série D. Ele garante que os jogadores estão bem psicologicamente para uma decisão, em que o time botafoguense pode até perder por 1 a 0, para se classificar.

“Temos que entender que ainda não ganhamos nada. O Botafogo venceu a primeira parte de uma decisão de 180 minutos, na casa do adversário, deixando-nos com uma vantagem, mas que não garante a vaga. O time tem que entrar com o mesmo espírito de outras decisões para que a gente possa brigar por esta classificação”, afirma o treinador botafoguense, Marcelo Vilar, que quer evitar armadilhas psicológicas hoje.

“Os jogadores do Botafogo não conheciam, no jogo passado, a maneira do Salgueiro jogar e agora já conhecem. A gente está focado nisso. Mas não podemos deixar de trabalhar o lado emocional do elenco. Temos de evitar a armadilha do sucesso. Nosso o objetivo é que o Botafogo entre determinado, pois se trata de mais uma batalha. A meta é conseguir a classificação para a grande final da Série D”, disse.

Primeiro lugar na primeira fase, superando times considerados favoritos, como o Sergipe, segundo colocado no grupo, CSA que não chegou a se classificar, além de Vitória da Conquista e Juazeirense que também ficaram pelo caminho, o Botafogo teve um aproveitamento bom, na avaliação do treinador, Marcelo Vilar.

“Conseguimos cumprir as metas, passando pelas três primeiras fases e agora temos condições de chegar a decisão. O Botafogo foi um time competente, conseguiu os objetivos e a gente continua trabalhando”, disse Vilar, ressaltando que, “a responsabilidade do Botafogo é a mesma, apesar da vantagem de jogar podendo até perder”

Lenílson é a principal arma

A principal arma do Botafogo deve ser o meia Lenílson. O jogador, que não atuou no jogo passado, quando o time alvinegro venceu por 2 a 1, em Salgueiro, interior de Pernambuco, garante que está recuperado de problemas no púbis e faz questão de jogar.

“Estou pronto para ajudar o Botafogo”, disse Lenilson, artilheiro do time com cinco gols, decisivo nas principais partidas do Botafogo ao longo da Série D. “Fiz um tratamento intenso, através de fisioterapia e reforço muscular e estou pronto para jogar”.

Nos últimos treinos, o treinador Marcelo Vilar colocou em ação Lenilson e Doda, dando uma dinâmica mais ofensiva ao time do Botafogo. A proposta de Vilar é atacar o Salgueiro, para evitar surpresa, por considerar o time pernambucano um adversário forte e que deve procurar pressionar o Botafogo logo a partir dos primeiros minutos.

Os jogadores do Botafogo estão bem atentos com relação as recomendações de Vilar e evitar falar em vantagem. O meia Fábio Neves, que pode entrar no decorrer da partida, garante que o foco é buscar a classificação. “Quem errar menos sai vitorioso e o Botafogo tem a vantagem. Mas dentro de campo não se pode pensar nisso. O pensamento sempre é vencer os desafios. Pelo trabalho feito ao longo da competição a meta é comemorar o título”, afirma Fábio Neves.

Salgueiro está confiante

O Sagueiro entra em campo, segundo o experiente lateral Marcos Tamandaré, disposto a quebrar um tabu: vencer fora de casa com vantagem de dois gols de diferença para se classificar. É que, nos seis jogos como visitante, o time venceu apenas uma vez, quando ganhou do Parnayba por 1 a 0, em Teresina.

“Não será fácil passar pelo Botafogo, mas o Salgueiro não pode pensar em outra saída”, disse Marcos.

A missão do time do treinador Marcelo Chamusca ficou complicada depois de ter perdido por 2 a 1 em seus domínios. “Tivemos chances de sair com melhor resultado, mas o Botafogo foi eficiente. Respeitamos o adversário, mas temos de buscar o resultado”, disse .

Jornal Correio da Paraíba 

Comentários