Comissão da Câmara quer apresentar parecer da reforma tributária até 8 de outubro

Comissão da Câmara quer apresentar parecer da reforma tributária até 8 de outubro

Brasília – O líder do governo, Aguinaldo Ribeiro, durante entrevista coletiva para comentar a aprovação da reforma trabalhista. ( Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Deputado propôs audiências públicas para explicar proposta à população

O relator da comissão especial da reforma tributária na Câmara dos Deputados quer apresentar o parecer final da proposta no dia 8 de outubro. Aguinaldo Ribeiro (PP) também propôs uma série de audiências públicas para explicar a medida.

Nesta terça-feira (13), os deputados se reuniram na primeira reunião da comissão que vai analisar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) apresentada pelo líder do MDB, Baleia Rossi, que tem como base um projeto do economista Bernard Appy, propondo a criação do Imposto sobre Bens e Serviços para substituir cinco tributos: O PIS, o Cofins, o IPI, o ICMS e o ISS.

Ribeiro também sugeriu seminários regionais para debater a reforma. Para o deputado, é natural que a proposta sofra resistências e, por isso, as audiências são importantes para esclarecer os impactos da medida. “Esse desafio que vai nos possibilitar levar o nosso país na modernização do nosso sistema tributário na sua simplificação, na sua transparência e aquilo que todos nós, como cidadãos e como brasileiros, desejamos, que é ter um sistema tributário simples, transparente, justo.”

O deputado negou a possibilidade da criação de um imposto sobre movimentações financeiras, nos moldes da antiga CPMF, mas reconheceu que pode unificar a proposta da Câmara com a que tramita no Senado Federal e também com o texto do governo que deve ser apresentado nos próximos dias.

De acordo com o calendário de Ribeiro, na próxima semana, a comissão especial já vai dar início às primeiras audiências públicas.

*Com informações da repórter Natacha Mazzaro

Jovem Pan