João Pessoa 13/12/2018

Início » Economia » ‘Continua sem problemas’ diz Bolsonaro sobre fusão de Embraer e Boeing

‘Continua sem problemas’ diz Bolsonaro sobre fusão de Embraer e Boeing

cordo foi anunciado em julho Transação é avaliada em US$ 4,75 bi

A Embraer é a 3ª maior fabricante mundial de aviões comerciaisAgência Brasil

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou nesta 5ª feira (1º.nov.2018) que dará aval para a criação de uma joint venture formada pela norte-americana Boeing e a Embraer.

“A fusão da Embraer com a Boeing continua sem problema algum e sim (vou avalizar)”, afirmou durante entrevista à imprensa.

O acordo entre as empresas foi firmado em julho e depende de aprovações regulatórias e de acionistas, entre eles o governo brasileiro, para sua validação.

O governo Temer aguardava a definição das eleições para encaminhar a parceria. O general Augusto Heleno, futuro ministro da Defesa, já havia dito que via com bons olhos a transação, mas que pretende ver os termos do contrato.

O governo tem uma golden share na Embraer, que permite aprovar ou vetar temas estratégicos para a empresa.

A FUSÃO

A transação é avaliada em US$ 4,75 bilhões. Pelos termos negociados, a Boeing pagará US$ 3,8 bilhões à Embraer e deterá 80% da propriedade na nova empresa. A companhia brasileira ficará com 20%.

Ao final do processo previsto para ser concluído até o fim de 2019, a empresa será liderada por uma equipe de executivos sediada no Brasil. A Boeing terá o controle operacional e de gestão.

As empresas fecharam também uma parceria na área de defesa. Outra joint venture será criada para desenvolver novos mercados e aplicações para produtos e serviços no ramo.

Poder360