Adalberto Fulgêncio, disse que a “a contradição” em o PSB não assumir um cargo na Prefeitura

‘Contradição está no PSB’, diz Fulgêncio sobre cargo na PMJP

pt estrelãoO secretário de Articulação Política da Prefeitura de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, disse, nesta segunda-feira (12), que a “a contradição” em o PSB não assumir um cargo na Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), como foi sugerido pelo prefeito Luciano Cartaxo (PT), está no próprio partido socialista.

“Todos os partidos sem suas contradições. Isso é normal, nós do PT temos nossas contradições. Mas, especificamente com relação a este cargo na prefeitura Municipal de João Pessoa a contradição está no PSB e não no PT e na Prefeitura”, afirmou.

Apesar da observação, Fulgêncio considerou normal a indefinição do PSB com relação a assumir ou não o cargo na PMJP. Ele também entende que o posicionamento dos socialista não irá prejudicar a aliança com o PT e lembrou que o presidente municipal do PSB, Ronaldo Barbosa, afirmou que para apoiar o projeto político do PT na Capital não é preciso ter cargos na gestão.

Reunião

Na noite de ontem, a direção do PSB se reuniu com o governador Ricardo Coutinho, na Granja Santana, residência oficial do chefe do Executivo paraibano. Na pauta do encontro, a celeuma do momento envolvendo a indefinição da participação na gestão do PT em João Pessoa.

O partido discute internamente sobre a conveniência política de integrar o secretariado do prefeito Luciano Cartaxo, que disputará a reeleição e já abriu espaços para o PSB no quadro de auxiliares.

Objetivamente, o PSB está dividido entre os que acham natural a participação no governo municipal, em decorrência da aliança de 2014, e os que são contra a presença na gestão para não vincular a obrigação de apoio à reeleição do prefeito.

MaisPB