Coreia do Sul vê rastro de OVNI perto do vizinho do Norte e envia caças

Coreia do Sul vê rastro de OVNI perto do vizinho do Norte e envia caças

Na segunda-feira (1º), militares sul-coreanos registraram o rastro de um OVNI em radares perto da Linha de Demarcação Militar que separa as Coreias, enviaram caças e descobriram que não passava de aves, informou a agência Yonhap.

Acredita-se que o objeto estava sobrevoando uma área que é proibida para voos em conformidade com o acordo militar coreano de 19 de setembro de 2018.

De acordo com comunicado do Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul, citado pela agência Yonhap, militares “estão checando e tomando providências depois de um radar militar capturar um objeto não identificado no céu perto da Zona Desmilitarizada na porção central entre a fronteira das Coreias, na província de Gangwon, por voltas das 13h [1h do mesmo dia em Brasília]”.

Detalhes do ‘OVNI’

O objeto foi detectado a uns 4,5 quilômetros de altitude, afirmou um oficial sul-coreano, acrescentando que o objeto voou sobre a Linha de Demarcação Militar, mas que agora não dá mais para vê-lo nos radares.

“O objeto mostrou uma trajetória de voo similar à de um helicóptero, mas ainda temos que determinar se é um veículo voador ou um bando de aves”, disse o oficial. Ao detectar o rastro, militares sul-coreanos enviaram caças em resposta, acrescentou.

Posteriormente, o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul afirmou que o objeto voador não passava de um bando de pássaros. “Com a detecção, militares enviaram vários caças em resposta, que confirmaram posteriormente que o rastro foi deixado por cerca de 20 aves, que eram muito possivelmente gansos selvagens”, afirmou um oficial sul-coreano.

Sptunik