Corinthians aposta na preferência do jogador e no relacionamento com seus agentes para vencer a disputa

Corinthians aposta em preferência de Dudu para vencer oferta melhor do SP

dudu comemoraO destino do meia-atacante Dudu em 2015 tem tudo para ser definido nesta semana.

Com menos dinheiro que o rival São Paulo, o Corinthians aposta na preferência do jogador e no relacionamento com seus agentes para vencer a disputa que será definida pelo Dínamo de Kiev-UCR. Um representante da equipe ucraniana é aguardado no Brasil para escolher qual clube será o escolhido para comprar Dudu.

Ainda em dezembro, o agente Marcelo Robalinho e o sócio Bruno Paiva tinham dado a palavra ao gerente corintiano Edu Gaspar sobre a compra de 60% dos direitos econômicos do jogador. Robalinho é o responsável pelas conversas com o clube ucraniano, do qual tinha sinal verde para a venda por 3,6 milhões de euros (cerca de R$ 12 milhões) ao Corinthians.

Ao longo da última semana, o agente Bruno Paiva reafirmou à direção corintiana que a vontade de Dudu ainda é defender o clube em 2015. Tite, questionado sobre o jogador, também deu aval.

Enquanto o Corinthians estaria disposto a repassar 500 mil euros (R$ 1.6 milhão) apenas em maio e o restante diluído em dois anos, o São Paulo ofereceu dinheiro imediato, o que pode mexer com a decisão do Dínamo. A diretoria são-paulina abriu negociação direta com o clube ucraniano, sem a participação dos agentes.

Na prática, se o dinheiro falar mais alto, a tendência maior passa a ser de Dudu assinar com o São Paulo. O Corinthians passa por problemas financeiros, fez empréstimos para pagar o 13º salário em dezembro e também não sabe como fará para quitar as férias dos jogadores e funcionários no meio desse mês. Presidente até o dia 6 de fevereiro, Mário Gobbi não está disposto a loucuras pelo reforço, mas vencer a concorrência são-paulina é questão de honra para Andrés Sanchez.

Curiosamente, foi uma cláusula de contrato entre o Grêmio e o Dínamo de Kiev-UCR que permitiu a investida do São Paulo na última semana. Com tudo acordado, o Corinthians aguardava a chegada do dia 31 de dezembro para efetivar a transferência. Trata-se do prazo que o Grêmio tinha para comprar Dudu em definitivo depois de tê-lo por empréstimo em 2014. E também a janela encontrada pelos são-paulinos para tentar mudar o panorama.

UOL