Corinthians faz valer gol qualificado, empata em 1 a 1 com o Flu e avança às semis da Sula

Corinthians faz valer gol qualificado, empata em 1 a 1 com o Flu e avança às semis da Sula

a. Desta vez no Maracanã, a bola rolou e após muito estudo na primeira etapa, a equipe paulista abriu o placar no segundo tempo com Pedrinho. Perto do fim, o Flu chegou a igualdade, mas não conseguiu a virada: 1 a 1.

Com o resultado, o Alvinegro do Parque São Jorge fez valer o gol marcado fora de casa, critério de desempate na competição, para sacramentar sua vaga nas semifinais da competição continental. Agora, o time comandado por Fábio Carille vai brigar por uma vaga na decisão contra o Independiente Del Valle, do Equador, que eliminou o poderoso Independiente, da Argentina. Flu tem a bola, mas Corinthians chega mais perto do gol O estudo imperou nos primeiros minutos de partida no Maracanã.

O Fluminense evitou pressionar a saída de bola do Corinthians, que buscou trocar passes no meio campo à espera de espaços para infiltração. A primeira grande chance da partida, no entanto, foi tricolor. Nenê recebeu passe na intermediária, ajeitou para a perna esquerda e soltou uma bomba.

Cássio se esticou todo para mandar pela linha de fundo. Em ritmo intenso, o Corinthians conseguiu chegar com perigo aos 21. Pedrinho descolou lindo lançamento para Vagner Love, por trás da zaga carioca. O atacante bateu forte e parou em defesa de Muriel. A bola ainda tocou no travessão e foi para fora.

Com o passar do tempo, o Flu aumentou o volume ofensivo e controlou as ações da primeira etapa. Porém, com a defesa paulista bem postada, o time comandado por Oswaldo de Oliveira optou por não expor tanto sua defesa e não criou grandes oportunidades. O Timão, por sua vez, quando teve a bola, foi bem mais perigoso. Aos 41, Muriel saiu jogando errado e entregou nos pés de Mateus Vital. O meia driblou o marcador e saiu cara a cara com o goleiro carioca, que fez uma defesaça.

Um gol para cada lado: vaga corintiana Na volta do intervalo, o Fluminense buscou manter a posse de bola. Logo aos dois minutos, o volante Allan arriscou de fora, mas parou em segura defesa de Cássio. Do outro lado, o Corinthians fez valer o panorama da etapa inicial. Aos nove, em rápido contra-ataque,

Clayson arrancou pela esquerda e chutou travado. A bola sobrou para Pedrinho, que, de primeira, finalizou no contrapé de Muriel, que nada pôde fazer. Timão na frente. Precisando da virada para avançar, o Tricolor das Laranjeiras foi obrigado a partir para o tudo ou nada. Logo após sair atrás do placar, Oswaldo de Oliveira chamou o atacante João Pedro e colocou no lugar do meia Daniel. Mesmo com a necessidade de virar o confronto, o Alvinegro paulista continuou sendo incisivo no último terço.

Aos 30, Pedrinho lançou Vagner Love, que pegou de primeira, obrigando Muriel a fazer bela defesa. Na sobra, Gabriel chutou de fora da área para nova defesa do arqueiro do Flu. Com dificuldades para encontrar espaços na defesa corintiana, o jeito foi apostar na bola parada. Primeiro,

Nenê assustou em cobrança de falta. Depois, o meia alçou bola na área adversária e Pablo Dyego completou para o fundo das redes. Gol que levou quase cinco minutos para ser confirmado pelo VAR, após suspeita de impedimento na jogada: 1 a 1. O empate colocou fogo e emoção nos minutos finais. A igualdade classificava os paulistas, enquanto a virada tricolor mudaria a vaga de lado.

O Fluminense, na base do abafa, se lançou ao ataque em busca do gol da classificação, que não veio. Fim de papo e Corinthians garantido nas semifinais da Copa Sul-Americana.

O Gol