Corinthians goleia Atlético-PR e dá novo passo rumo ao título brasileiro

Corinthians goleia Atlético-PR e dá novo passo rumo ao título brasileiro

timão goleadaCom dois de Love e dois de Renato Augusto, Alvinegro goleou o Furacão no Paraná (Rodolfo Buhrer/Fotoarena)

O Corinthians subiu mais um degrau importante, na tarde de domingo, na busca por seu sexto título do Campeonato Brasileiro. A equipe alvinegra não se importou de atuar em uma barulhenta Arena da Baixada, impôs-se diante do Atlético-PR e construiu uma vitória por 4 a 1.

A goleada em Curitiba assegurou, no mínimo, uma vantagem de cinco pontos em relação ao vice-líder Atlético-MG. E a distância ainda pode aumentar caso o segundo colocado não vença o Sport, em Recife, no complemento da rodada. Em queda livre, o Atlético-PR está na metade de baixo da tabela, a seis pontos da zona da degola.

O triunfo foi praticamente assegurado em um primeiro tempo muito eficiente da formação preta e branca. Renato Augusto, completando escanteio, Vagner Love, em chute no ângulo, e novamente Renato Augusto, trabalhando com Elias em bola roubada no ataque, abriram larga vantagem.

Os torcedores do Atlético-PR chegaram se animar com o gol de Bruno Mota, aos dez minutos do segundo tempo, mas o caldeirão foi rapidamente resfriado. Vagner Love voltou a balançar a rede – de cabeça, em posição duvidosa, aos 20 – e fechou a 20ª vitória do líder no Brasileiro.

O Corinthians tentará dar mais um passo em sua caminhada rumo ao hexacampeonato no próximo domingo, contra o Flamengo de Guerrero, no estádio de Itaquera. É a última rodada antes do confronto com o Atlético-MG, que promete ser decisivo na luta pelo troféu.

Superioridade alvinegra
O barulho feito pela torcida do Atlético-PR não mudou a realidade dentro de campo. Era o Corinthians o time claramente superior, como começou a ser mostrado no primeiro minuto. Ainda houve algum equilíbrio até os 16 minutos, quando Jadson bateu escanteio da direita, Gil desviou, e Renato Augusto completou no segundo pau.

Aberto o placar, as diferenças ficaram mais evidentes. Os donos da casa tentavam acionar Walter dos dois lados do ataque, mas não tinham criatividade. Os visitantes, especialmente quando roubavam a bola, tocavam-na com velocidade e chegavam com perigo.

Foi assim aos 29 minutos, em saída rápida de Renato Augusto com Malcom. O meia acionou Vagner Love, que colocou a bola na frente, invadiu a área e bateu no ângulo direito. Já aos 45, a bola foi roubada por Elias no ataque. Ele trabalhou com Renato Augusto e deixou o meia sem goleiro para ampliar.

Cássio fez ótima defesa nos acréscimos, em chute de Walter, na única chance do Atlético-PR na etapa inicial, e manteve a defesa muito segura até o intervalo. Àquela altura, Cristóvão Borges já havia gastado sua primeira alteração, colocando Daniel Hernández no lugar de Ewandro.

 

E o Corinthians não voltou para o segundo tempo. Seguiu apertando a saída e ocupando o campo do adversário. Os anfitriões acabaram vendo sua esperança renascer, no entanto, em bola roubada no campo de ataque aos dez minutos. Eduardo avançou pela direita e cruzou. Bruno Mota apareceu nas costas de Gil para bater Cássio.

O estádio se acendeu, e os visitantes chegaram a acusar brevemente o golpe, mas a reação foi rapidamente esfriada. Aos 20, Jadson bateu falta sofrida por Vagner Love. Ralf desviou levemente, e Vagner Love, aparentemente em posição de impedimento, completou de cabeça. Aí, acabou qualquer chance de reação.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 1 X 4 CORINTHIANS

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 18 de outubro de 2015, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO) e Adailton Fernando Menezes (GO)
Cartões amarelos: Rodolfo (Atlético-PR); Felipe (Corinthians)

Gols
Atlético-PR: Bruno Mota, aos dez minutos do segundo tempo
Corinthians: Renato Augusto, aos 16 minutos do primeiro tempo, Vagner Love, aos 28 minutos do primeiro tempo, Renato Augusto, aos 45 minutos do primeiro tempo, Vagner Love, aos 16 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Vilches, Kadu e Roberto; Deivid, Hernani (Bruno Pereirinha) e Bruno Mota (Douglas Coutinho); Marcos Guilherme, Walter e Ewandro (Daniel Hernández)
Técnico: Cristóvão Borges

CORINTHIANS: Cássio; Edílson, Felipe, Gil e Guilherme Arana; Ralf, Elias (Cristian), Jadson, Renato Augusto (Rodriguinho) e Malcom; Vagner Love (Lincom)
Técnico: Tite