Corinthians tenta tirar proveito da ressaca do Cruzeiro no Mineirão

O Corinthians de Cássio está pressionado pelo mau rendimento no segundo turno (foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Com um aproveitamento irregular no segundo turno do Campeonato Brasileiro, o líder Corinthians enfrentará o Cruzeiro a partir das 16 horas (de Brasília) deste domingo, no Mineirão, com a expectativa de resgatar o bom futebol da primeira metade da competição. O que pode colaborar é o fato de o adversário, de ressaca, ter conquistado o título da Copa do Brasil quatro dias antes.

“Mas o Cruzeiro será um time competitivo. Não mudará nada. Eles não abaixarão os braços”, contrapôs o zagueiro Balbuena, em discurso afinado com os dos seus companheiros. Nem o tempo maior de preparação para a partida tirou a cautela dos corintianos. “Não há diferença porque todo o mundo está acostumado a jogar de quarta e domingo. Foram mais dias de trabalho, mas isso não interfere na hora do jogo”, minimizou o paraguaio.

É inegável, porém, que o Campeonato Brasileiro perdeu importância para o Cruzeiro após a conquista no torneio nacional de mata-mata. Afinal, já com uma vaga na próxima Copa Libertadores da América assegurada, o time mineiro está 14 pontos atrás (54 a 40) do líder Corinthians, o que reduz as suas chances de título para somente 1%, segundo o matemático Tristão Garcia.

Seja como for, a ordem do técnico Fábio Carille é respeitar o oponente. Ainda mais porque o Corinthians perdeu o centroavante Jô, com uma contratura muscular na panturrilha esquerda, para a partida. O substituto será o contestado inglês naturalizado turco Kazim, autor de dois gols no ano, na única mudança em relação à equipe que empatou por 1 a 1 com o São Paulo no último fim de semana, no Morumbi.

Do outro lado, o Cruzeiro terá uma formação bastante modificada em função do seu recente título da Copa do Brasil. Alguns jogadores, como os meias Robinho e Alisson, apresentaram desgaste físico acentuado após a decisão contra o Flamengo, que perdurou até a disputa de pênaltis.

No ataque, o técnico Mano Menezes, velho conhecido dos corintianos, não deverá contar com Raniel, que sentiu dores na coxa. O experiente Rafael Sóbis, porém, não participou do compromisso do meio de semana e provavelmente marcará presença no gramado do Mineirão.

Gazeta Esportiva