João Pessoa 14/12/2018

Início » Destaque » Corrupção faz cidade da PB ter 4 prefeitos em 2 anos; acusado ganha salário

Corrupção faz cidade da PB ter 4 prefeitos em 2 anos; acusado ganha salário

Dois anos, quatro prefeitos e uma situação no mínimo inusitada para a população do município de Bayeux (PB). A cidade, que é passagem obrigatória para quem visita a capital João Pessoa, tem sido alvo do MP (Ministério Público) da Paraíba e da Justiça nos últimos 12 meses, e vive uma ‘dança das cadeiras’ que coloca a prefeitura como centro das polêmicas. O prefeito eleito, mesmo afastado, já recebeu mais de R$ 300 mil dos cofres públicos.

Tudo começou em julho de 2017, quando Gutemberg Lima Davi, conhecido como Berg  Lima (sem partido, ex-PTN), eleito em 2016, foi preso em uma operação do MP, após ter sido flagrado em vídeo negociando propina com um empresário que tinha dinheiro a receber da gestão anterior por serviços prestados. A reportagem tentou contato com o advogado do prefeito Berg Lima, Raoni Vita, mas as ligações não foram atendidas.

Segundo as investigações, Berg condicionou o pagamento da dívida ao recebimento de R$ 11,5 mil. No vídeo, divulgado pelo MP, ele aparece recebendo R$ 4.000 — o restante já teria sido pago. No mesmo dia da prisão, ele foi afastado do cargo de prefeito. Assumiu o vice-prefeito, Luiz Antônio de Miranda Alvino (PSDB), interinamente.

A liberdade de Berg Lima veio por meio de um habeas corpus, quatro meses depois. Mas ele continuou afastado da prefeitura.

Paraíba.com