Crise política entre presidente e governo guineenes

presidente guinesseContinua a guerra aberta entre o chefe-de-Estado e o primeiro-ministro que acusou o presidente de querer destituir o governo. José Mário Vaz que já se encontrou já com os partidos sem e com assento parlamentar enquanto esta sexta-feira o PAICG convidou os simpatizantes para uma concentração na capital.

 Tensão e indefinição parecem caracterizar o actual momento político que vive a Guiné-Bissau.

O presidente José Mário Vaz ainda não veio a público esclarecer se pretende ou não destituir o actual executivo como foi alegado há três dias pelo presidente do parlamento Cipriano Cassamá.

O chefe-de-Estado tem estado a consultar as forças vivas da nação o que indicia a eventualidade de uma decisão de envergadura que, a acontecer, intervirá após a reunião do Conselho de Estado que ainda não teve lugar.

Face a esta indefinição, os deputados, de forma unânime, voltaram a reafirmar, ontem, a sua confiança no governo. Já esta tarde em Bissau, os simpatizantes do PAIGC eram chamados a concentrarem-se numa acção de apoio ao governo e de repúdio à intenção presidencial de derrubar o executivo.

Noticiário Internacional