João Pessoa 23/03/2019

Início » Destaque » CRUZ VERMELHA: líder do Governo admite que situação não cedeu espaço temporal da CPI para oposição

CRUZ VERMELHA: líder do Governo admite que situação não cedeu espaço temporal da CPI para oposição

Estratégia. Essa foi a justificativa dada pelo líder do Governo na Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Ricardo Barbosa, do PSB, para evitar a cessão de um espaço temporal de próprio de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para oposição fazer palanque em torno do caso dos contratos com a Cruz Vermelha na Paraíba.

Barbosa ressaltou que já existe uma investigação em curso por parte do Ministério Público e do Gaeco e que um Comissão paralela a essa investigação serviria apenas para os adversários achincalharem e denegrirem um projeto que deu e vem dando certo.

“O que se discute é a relevância desses temas. Todos os temas são importantes, mas a malfadada CPI da Cruz Vermelha – onde é que nós descordamos? É um tema a ser discutido na Casa, sim. Nós temos gravidades anunciadas? Temos. Mas o tema já está sob investigação do Ministério Público que culminou com busca e apreensão na casa de secretários, então o que é que agrega e acrescenta uma CPI nesse momento, acima do Gaeco e do MP? Nós temos a prerrogativa e legitimidade de funcionar uma CPI, mas no caso concreto da Cruz Vermelha, essa investigação já está sendo feita por quem de direito, cujos desdobramentos estão sendo dados. Ou seja, não há necessidade dessa Comissão, salvo para que a oposição se monte um palanque, se aproprie desse espaço que é próprio e exclusivo do parlamento para achincalhar e denegrir e desmoralizar. Por isso a gente não cedeu esse espaço temporal, porque aquela é uma Casa de atuação política”, explicou.

Blog do Ninja