João Pessoa 15/12/2018

Início » Esporte » Danilo escreve nova página de sucesso, faz dois e Corinthians volta a vencer

Danilo escreve nova página de sucesso, faz dois e Corinthians volta a vencer

O meia Danilo já estaria em qualquer lista de grandes jogadores do Corinthians a ser elaborada daqui para frente, mas escreveu, na noite deste sábado, uma página recente da sua linda passagem pelo clube do Parque São Jorge. Sem marcar há mais de dois anos, ele fez os dois gols da vitória do Alvinegro por 2 a 1 sobre o Bahia, na Arena, sendo o segundo bem próximo do final da partida, após cometer pênalti bobo em Nilton.

O camisa 20, ovacionado pela torcida desde o momento em que entrou até o final da partida, conseguiu então ser o grande destaque da mais do que necessária vitória da equipe, que não vencia há seis jogos no Brasileiro e via a zona de rebaixamento se aproximar. O Timão foi a 39 pontos conquistados, ultrapassou o próprio Bahia e agora está cinco pontos acima do Z4 no torneio nacional.

Na próxima rodada, os comandados de Jair Ventura terão pela frente a equipe do Botafogo, em partida marcada para as 17h (de Brasília) do domingo, no estádio do Engenhão. Do outro lado, o time baiano enfrenta a Chapecoense, em casa, às 19h do mesmo dia, em Salvador.

Primeiro tempo fraco dos dois lados

O primeiro tempo pouco reservou de emoção aos torcedores que arriscaram sair de casa no instável tempo do sábado na cidade de São Paulo. Mesmo com a empolgação da sua torcida, impulsionada com a chuva no terço final da etapa, o Corinthians mostrou muita dificuldade na hora de criar as jogadas. Pedrinho, Díaz e Romero, trio escalado para municiar a movimentação de Emerson Sheik, ficaram encaixotados na marcação.

Do outro lado, os baianos esperaram um pouco para conter a pressão adversária e, após verem que era possível jogar mais, conseguiram ter certo controle do jogo. Enquanto o Timão vivia mais das bolas esticadas e dos posteriores cruzamentos na área dos visitantes, o Tricolor colocou a bola no chão e mostrou qualidade para envolver a marcação corintiana, principalmente com Ramires e Élber.

O melhor lance do time de Salvador, no entanto, veio em uma bola parada. Após o cruzamento em um escanteio vindo da direita, o volante Nilton conseguiu se livrar da marcação adversária e subiu mais alto que a defesa, testando no canto direito de Cássio. O goleiro ficou parado, mas viu a redonda sair ao lado da sua meta, assegurando o empate sem gols até o intervalo da partida.

Danilo faz tudo em campo

O meia Danilo foi a alternativa do técnico Jair Ventura para mudar o panorama da partida no segundo tempo, entrando na vaga de Emerson Sheik, e não demorou a responder positivamente à aposta. Em seu primeiro lance, sofreu falta na lateral da área. Na cobrança, Fagner bateu, a bola desviou e o próprio Danilo, na segunda trave, empurrou para a rede, explodindo a galera do time da casa.

Com o controle da partida, Jair passou a rodar o elenco e, sem sofrer, colocou Araos e Mateus Vital nas vagas de Pedrinho e Díaz, renovando o ímpeto para o contra-ataque. Em um lance que pouco parecia ter perigo, porém, Danilo pôs tudo a perder: puxão de camisa em Nilton após escanteio e pênalti. Clayton, ex-Corinthians, bateu forte, Cássio ainda tocou na bola, mas não evitou o empate adversário, aos 40 minutos.

O Corinthians então passou a impor um ritmo mais forte e foi em busca da sonhada vitória. Com ímpeto ofensivo, principalmente por parte dos laterais, o Alvinegro conseguiu a heroica vitória após lançamento para Avelar, no lado esquerdo. O lateral cruzou na segunda trave e Romero tocou para o meio da área. A zaga rebateu e Danilo, com uma puxeta, conseguiu o giro e estabeleceu o 2 a 1 corintiano.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 1 BAHIA

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 27 de outubro de 2018, sábado
Horário: 19h00 (Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE-Fifa)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Michael Stanislau (ambos do RS)
Público: 35.382 pagantes
Renda: R$ 1.116.596,50
Cartões amarelos: Emerson Sheik, Ralf (Corinthians); Ramires, Nilton (Bahia)
Gols:
CORINTHIANS: Danilo, a um e 44 minutos do segundo tempo
BAHIA: Clayton, aos 40 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Douglas e Pedrinho (Araos); Romero, Emerson Sheik (Danilo) e Díaz (Mateus Vital)
Técnico: Jair Ventura

BAHIA: Douglas; Nino Paraíba (Clayton), Lucas Fonseca, Jackson e Léo; Gregore, Nilton, Ramires, Vinícius (Allione) e Élber; Edigar Junio (Júnior Brumado)
Técnico: Enderson Moreira

Gazeta Esportiva