De virada, Athletico Paranaense goleia Goiás na Arena da Baixada

Mostrando que ainda não abriu mão do Campeonato Brasileiro, o Athletico Paranaense segue somando pontos na competição. Neste domingo, o Furacão recebeu o Goiás, na Arena da Baixada, em Curitiba, e, de virada, venceu por 3 a 1. Com o triunfo, a equipe comandada por Tiago Nunes soma agora 42 pontos e figura na oitava posição do Brasileirão.

Do outro lado, o Esmeraldino segue pelo meio da tabela, com 38 pontos. Furacão pressiona, mas Goiás sai na frente Antes mesmo da bola rolar, as estratégias já estavam definidas pelas equipes na Arena da Baixada. O Athletico, por jogar em casa, tentou ocupar o campo ofensivo, buscando sufocar seu adversário. Por outro lado, o Goiás, bem postado na defesa, se armou para utilizar a velocidade de Michael nos contragolpes.

E o camisa 11 esmeraldino foi o primeiro a assustar na partida. Aos seis, o atacante foi lançado pela esquerda, puxou para o meio e arriscou de fora, levando perigo à meta do goleiro Santos. A resposta rubro-negra não demorou a surgir. Primeiro com Thiago Heleno, que, de cabeça, obrigou Tadeu a fazer grande defesa. Depois com Marco Rubén, que recebeu na área e quase sem ângulo deu mais trabalho para o goleiro visitante.

Na sequência, após lançamento, Marco Rubén desviou para Rony, que fuzilou para as redes. Serie o primeiro gol da partida, mas foi flagrada impedimento do atacante argentino no lance. A pressão do Furacão não cessou. Aos 34, recebeu passe da esquerda e Léo Cittadini finalizou para a defesa de Tadeu.

No rebote, Marco Ruben chutou, e Vaz tirou praticamente em cima da linha de cabeça. Incrível.  Quem não faz… O time athleticano pressionou e acumulou chances para sair na frente, porém, aos 45 minutos, em uma das poucas escapadas na partida, o Verdão foi às redes. Michael escapou pela esquerda e cruzou na medida para Rafael Moura, artilheiro, cabecear no canto do goleiro Santos.

Virada rubro-negra Na volta do intervalo, em desvantagem no marcador, o Furacão foi ainda mais agressivo. Logo aos dois minutos, Khellven cruzou da direita, Rony finalizou e Tadeu fez boa defesa. No rebote, lá estava o zagueirão Léo Pereira, que conferiu a jogada e completou para o fundo das redes.

Embalado com o empate, o time comandado por Tiago Nunes virou pouco tempo depois. Aos sete, Rony foi lançado com espaço no campo de ataque. O camisa 7 disparou, invadiu a área e tocou com categoria para o gol. Virada rápida em Curitiba. A intensidade paranaense culminou em mais um tento, o terceiro em 16 minutos.

Marco Rubén invadiu a área e rolou para trás para Cittadini, que chegou finalizando de primeira para grande defesa de Tadeu. No rebote, porém, Adriano chegou completando, com categoria: 3 a 1. Depois da virada e da incrível blitz, o Rubro-Negro tirou o pé do acelerador e passou a administrar a vantagem construída no primeiro terço da etapa complementar.

Ainda assim, o time da casa chegou ao quarto gol no fim. Em mais uma jogada de Rony pela esquerda, Marco Rubén recebeu e deu números finais à partida.

O Gol