Decisão da cúpula do PRP de apoiar RC coloca Nelson e Joia numa situação desconfortáve - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Decisão da cúpula do PRP de apoiar RC coloca Nelson e Joia numa situação desconfortáve



nelson e joia de Campina grandeEm reunião na manhã de ontem (15), PRP/PB, através de sua presidente Maria da Luz, anunciou o apoio à reeleição de Ricardo Coutinho. Ela disse que “ouvi os diretórios municipais e a aceitação do nome de Ricardo foi muito grande”.Essal decisão coloca o atual presidente da Câmara Municipal de Campina Grande e aliado de Cássio, o vereador Nelson Gomes (PRP) como o vereador Joia Germano numa sinuca de bico. Os dois já declaram votos em Cássio e agora se veem entre a “cruz e a espada”.

Nelson Gomes que é aliado de Cássio desde seu ingresso na vida pública e quer disputar neste ano uma das 36 vagas na Assembleia Legislativa, corre o risco de ficar sem legenda para a disputa, tendo em vista que teria que ficar no guia de Ricardo.

Para Maira da Luz, a decisão de Nelson e Joia de seguir com Cássio não é o pensamento da legenda. “Não posso focar o pensamento do partido em apenas dois vereadores”.

Recentemente Nelson Gomes declarou à imprensa que se houver “racha” ele vai conversar com a presidente do seu partido Maria da Luz para saber a que rumo tomar.

Apesar da presidente estadual do PRP, Maria da Luz, já ter declarado apoio do partido à reeleição do governador, Nelson falou que pretende se reunir com ela e expor sua posição. – Eu me dou muito bem com ela. Se houver o racha vou escutá-la, agora tenho meu direito de escolher e essa posição será minha e não da presidente do meu partido – declarou Nelson.

Da Luz lembrou que, como Campinense, acompanha há mais de 30 anos o grupo Cunha Lima, desde à época que era liderado pelo Poeta – de saudosa memória – e, veio engrossar as fileiras de Ricardo à pedido do grupo,contribuindo desde o primeiro momento para o êxito da atual gestão, e que votou em Ricardo para ser governador e Cássio para ser senador, na certeza de que a dobradinha traria – como de fato vem trazendo – bons frutos para Campina Grande e para a Paraíba.

Para exemplificar o que classificou como bons fruto, entre as obras realizadas pelo governo do Estado na Rainha da Borborema, Da Luz citou a reforma do Estadual da Prata e de mais 23 escolas, a instalação do 10º Batalhão, a revitalização da avenida Almeida Barreto, a construção de adutoras, contratação de 650 professores e servidores através de concurso público, a estrada para Catolé de Boa Vista, entre outras obras. A líder do PRP aproveitou ainda para cutucar o ex-prefeito campinense que havia fechado o restaurante popular desde 2011 “e o governo do estado chegou junto, abriu um novo restaurante popular e vem servindo 1000 refeições diárias”.

“Quem é campinense sabe que o Mutirão está todo sendo revitalizado, assim como o cine São José, o IPC das Malvinas, que está em construção como um dos mais modernos do interior do país, centenas de casas entregues, como o Conjunto Ronaldo Cunha Lima e o Cidade Madura, que está construindo casas para as pessoas idosas de Campina. É tanta coisa sendo feita que precisaria de um dia inteiro para relatar”, disse.

A líder do PRP informou ainda que já recebeu o aval da direção nacional para a manutenção do apoio ao governador, e que deverá discutir a formação de uma coligação proporcional que garanta o crescimento do PRP na Assembleia Legislativa.

Já o secretário estadual da legenda, Flávio Menezes, citou que nesses mais de 30 anos, nunca deixou de votar no grupo, “como filho de Campina Grande eu sempre votei no grupo será a primeira vez que eu não vou votar e vou acompanhar Ricardo e o projeto que vem dando certo na Paraíba”.

Flávio também citou o trabalho desenvolvido pelo governo do estado na Rainha da Borborema, e elencou uma série de obras e ações, citando como exemplo a reforma do estádio amigão, com investimentos de mais de 35 milhões “nesses 38 anos o amigão nunca passou por uma reforma como essa, e isso é bom para o esporte de Campina Grande e de toda Paraíba”, concluiu.

PBAgora