Del Nero quer revisão nas convocações de Dunga e time mais experiente

del neroMarco Polo Del Nero disse que pretende manter Dunga no cargo até a Copa do Mundo de 2018, na Rússia(Evaristo Sá/AFP)

Marco Polo Del Nero já garantiu a permanência do técnico Dunga no cargo, mesmo após o fracasso na Copa América. No entanto, o presidente da CBF fará uma reunião com a comissão técnica, nesta terça-feira, na sede da entidade, para avaliar o trabalho feito no Chile. Uma das observações de Del Nero será a necessidade de ter jogadores mais experientes nas futuras convocações.

No encontro com Del Nero estarão presentes Dunga, o coordenador de seleções, Gilmar Rinaldi, e o secretário-geral da entidade, Walter Feldman. O diretor de marketing da CBF, Gilberto Ratto, também pode ser convidado a participar, uma vez que esteve com a delegação desde a chegada ao Chile. Del Nero receberá relatórios da comissão técnica e, em seguida, fará questionamentos. Um deles, embora não em tom de cobrança, será sobre o descontrole emocional de alguns jogadores, sobretudo Neymar.

zes foram instruídos a advertir com cartão amarelo o jogador que reclamar, embora isso não tenha relação direta com a seleção porque a maior parte dos jogadores atua fora do país. O presidente também está preocupado com os jogadores que estarão à disposição e acha que é importante mesclar juventude e experiência. Neste contexto, Robinho ganha ainda mais força depois de ter sido o substituto de Neymar. E Kaká, mesmo aos 33 anos e jogando nos Estados Unidos, pode ter nova oportunidade com Dunga.

Del Nero acredita que a seleção brasileira foi prejudicada pelos desfalques e erros individuais. No último domingo, o dirigente voltou a assegurar a permanência do treinador na seleção. “Ele ligou para o Dunga logo depois da partida, conversaram longamente e o presidente passou tranquilidade ao treinador. O risco que ele corre é zero. Dunga comentou que é muito bom trabalhar desse jeito, tendo respaldo”, contou Walter Feldman.

Na reunião também será iniciado o processo de preparação para as Eliminatórias. A disputa começa em outubro, mas Dunga e Gilmar pretendem ir à Rússia em julho para acompanhar o sorteio da tabela dos jogos. A seleção volta a se reunir em setembro para dois amistosos, nos dias 4 e 8, nos Estados Unidos – um deles será contra a Argentina e o outro ainda não está definido. A convocação para estes jogos será em agosto e a intenção da comissão técnica é chamar Neymar, mesmo se não puder contar com ele para os dois primeiros jogos das Eliminatórias – ele acumulou a suspensão da Copa América e, até o momento, a CBF não recorreu.

(da redação)