Depois de defender candidatura própria do PT, Anísio possibilidade de partido marchar com PMDB - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Depois de defender candidatura própria do PT, Anísio possibilidade de partido marchar com PMDB

20130609163405Líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa, o deputado Anísio Maia (PT) já admite que o seu partido e o PMDB poderão marchar juntos em 2014. A aliança que os dois partidos mantém em nível nacional, e a oposição ao governo Ricardo Coutinho (PSB), podem ser pontos decisivos para que petistas e peemedebistas estejam em um mesmo palanque no ano que vem.

Recentemente, Anísio havia dado declarações descartando a possibilidade do PT reeditar em 2014 a aliança com o PMDB na condição de vice, como aconteceu nas eleições estaduais de 2006 e 2010.

Com esse pensamento, o deputado passou a defender que o PT tenha candidatura própria e citou o nome do ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra como possível candidato do partido a governador. Essa semana com a filiação de Agra no PEN, o petista reavaliou a sua posição. Anísio Maia passou a vislumbrar um outro cenárioa ser formatado para 2014.

De forma enfática, ele descartou qualquer possibilidade de aliança PT/PSB na Paraíba.

Mas de modo surpreendente, sustentou que o aliado natural do PT no estado é o PMDB, que já tem o vice-presidente Michel Temer como parceiro de Dilma Rousseff no comando do país. “Estamos tranqüilos”, disse.

Maia deixou claro que mesmo existindo alguns problemas, o PT e o PMDB tem inúmeros pontos em comum e podem sim marchar juntos em 2014, visto que em nível nacional defendem um mesmo projeto que é à reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Coincidentemente, as declarações de Anísio Maia surgiram após o encontro do pré-candidato a governador, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT).

Tratado pelo prefeito Luciano Cartaxo como uma “honrosa visita de cortesia” e por Veneziano Vital como um “desejo de ajudar a administração da capital”, o encontro entre os dois líderes, terminou em clima de sintonia, tanto política quanto administrativa.

Sobre política, Cartaxo disse, na ocasião, que fez junto com Veneziano, um prognóstico da conjuntura local e uma avaliação do cenário atual. “O PT e o PMDB vão estar juntos no plano nacional e isso é um facilitador na aliança estadual que deve ser definida no tempo próprio. O meu foco agora é administrar João Pessoa”, salientou o prefeito.

Da redação com PBAgora