Deputado afirma que nunca vai superar traição de Cartaxo ao PT

O deputado Frei Anastácio afirmou em entrevista concedida á imprensa nesta quarta-feira (06), que nunca vai superar o trauma da decisão do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, que ele considera, até hoje uma traição do gestor ao ter se desfiliado do Partido dos Trabalhadores e ingressado no PSD para disputar a reeleição em 2016.

Cartaxo, à época, alegou o cenário de crise nacional e os escândalos políticos envolvendo o Partido dos Trabalhadores para deixar a legenda e disse que não podia ser penalizados pelos erros de terceiros,  durante a campanha eleitoral, por questões que acontecem em âmbito nacional até o momento.

Na sessão de hoje, o deputado aproveitou seu discurso para criticar a inércia dos seus pares em relação à bancada federal paraibana, que ao invés de cobrarem dos deputados federais e senadores um posicionamento forte em favor do povo, os aliados e não-aliados ficam gastando debate, na Assembleia Legislativa, ora a favor ou contra o prefeito Cartaxo.

Na exasperação, Anastácio proferiu palavras ofensivas contra o prefeito e disse que já o conhecia muito bem para ficar debatendo sobre ele e que tinha mais com o que se preocupar.

“O prefeito de João Pessoa já se conhece essa desgraça. Quem não conhece Luciano Cartaxo? Aquilo trai até a mãe. Só quero ver quando terminar o mandato desse camarada onde ele vai cair. Eu não quero falar dele, deixa esse bicho. Eu conheço aquela peste e conheço bem”, atacou o deputado chamando atenção dos deputados Raoni Mendes (DEM). Aníbal Marcolino (PSD), Hervázio Bezerra (PSB) e Eliza Virgínia (PSDB), principais opositores e defensora do prefeito.

Ao final do discurso, o deputado pediu desculpas ao povo pela sua indignação, mas não aos seus colegas deputados, que para ele, “precisam ter vergonha na cara” e “ir pra cima”.

Paraíba Online