Deputado Manoel Jr critica política de saúde da capital; população sofre o caos, gestão lerda, prefeito sem vocação.

IMG_20151230_172436239O deputado federal e pré-candidato a prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PMDB), concedeu entrevista a reportagem do portal Paraíba Urgente, no segundo dia que iniciou o ano 2016, e criticou á política de saúde adotado pelo prefeito Luciano Cartaxo aos pessoenses e revelou ainda de uma administração lerda,  e que o gestor não possui vocação para cuidar da cidade.

Manoel Júnior afirmou que a comissão de saúde da Câmara dos deputados realizou uma fiscalização devido as denúncias da população referente á prestação de serviços e dos investimentos em saúde de João Pessoa, que ficou constado que existe pacientes há oito meses a espera para conseguir uma exame, e revelou ainda que o mesmo acontece na realização de procedimento cirúrgico entre três e quatro meses e a população padecendo.

“A comissão da Câmara de saúde nas visitas aos programas de saúde da família verificou ainda que em dez (10), PSF’s visitados três das unidades de saúde existiam médicos, fica difícil realizar saúde a uma cidade com a  população com mais de 800 mil, que a receita da saúde da capital é maior que todas as receitas da maior segunda cidade da Paraíba, “Campina Grande”, a população não possui nada, assistência nos serviços é preciso uma atitude do prefeito, ele está em se tratando de vidas”, enfatizou o pré-candidato Manoel Júnior.

O deputado Manoel Júnior foi mais além e criticou ainda a política de investimentos de aquisição de equipamentos do governo Cartaxo, referindo-se aos serviços de tomografia, “o único aparelho que existe para dá assistência a população em João Pessoa é no hospital de traumas, os quais, foi adquirido pelo então senador José Maranhão quando estava governador, o sistema de saúde da capital possui recursos para adquirir seus próprio equipamentos, para que os serviços cheguem com eficiência a população para mudar a qualidade de vida do povo, é preciso atitude e agilidade para os serviços não venham prejudicara a saúde de quem está necessitando, “o problema é de gestão ou do prefeito que é muito lento nas decisões administrativas é preciso ter visão”, declarou.

Por fim, o deputado federal Manoel Júnior ressaltou ainda, que em três anos de administração o atual prefeito mudou 24 secretários na sua administração e por quatro vezes a saúde da capital teve seus secretários mudados e o que se percebe é que nada tem de novo para oferecer a população e mudar a qualidade de vida do povo, ou o defeito está no prefeito Cartaxo que não sobe escolher os secretários, ou talvez ele não tenha vocação para comandar João Pessoa, lembrou Manoel Júnior.

Lamartine do Vale, do Paraíba Urgente.