Deputado paraibano pede a prisão de Moro e Deltan por “conluio jurídico” contra Lula

Deputado paraibano pede a prisão de Moro e Deltan por “conluio jurídico” contra Lula

A sessão ordinária desta terça-feira (11) na Assembleia Legislativa da Paraíba girou em torno do vazamento das mensagens trocadas entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador da República Deltan Dallagnol, o que gerou diversas manifestações dos deputados em Plenário.

O deputado Jeová Campos (PSB) chegou a pedir a prisão dos dois envolvidos, tema que vem movimentando o país nas redes sociais e na mídia.

Para ele, a atitude do ministro Sérgio Moro e do procurador foi antidemocrática e feriu princípios constitucionais.

“O crime praticado por conluio de um magistrado por um conjunto de procuradores para comprometer o estado democrático de direito, ferindo os princípios fundamentais da Carta Magna, a exemplo do devido processo legal, do princípio da inocência, de fazer um processo encomendado para retirar um concorrente de um processo eleitoral e linchá-lo politicamente com a prisão dele. Isso não cabe em qualquer parte de direito e se for de direito democrático, é que não cabe mesmo”, avaliou o deputado.

ParaibaOnline