Deputados discutem na ALPB e CPI da Telefonia é prorrogada

Deputados discutem na ALPB e CPI da Telefonia é prorrogada

dinaldo cpi telefoniaA prorrogação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Telefonia gerou bate-boca entre os deputados estaduais na Assembleia Legislativa da Paraíba nesta quarta-feira (7). A discussão começou por causa de um requerimento pedindo o adiamento da CPI.

O documento foi apresentado pelo deputado João Bosco, que requereu a postergação da CPI por mais 120. O parecer oral foi feito pela relatora, a presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Estela Bezerra.

O pedido desagradou o deputado Dinaldo Filho, que alegou que a iniciativa não cumpriu os tramites legais estabelecidos pelo regimento interno da Casa. “Esse pedido de prorrogação não passou pelas comissões. Relevo as palavras de João Bosco e desejo que ele respeite o regimento interno”, disse Dinaldo.

Já João Bosco acusou o deputado de não apoiar a CPI. “Vossa excelência deveria subir à tribuna e dizer a que tipo de interesse está servindo porque ao interesse público não é”, disse na tribuna.

Depois da discussão o vice-presidente da ALPB, João Henrique, recebeu um requerimento de Dinaldo Filho solicitando que a votação da proposta de João Bosco fosse adiada, mas o pedido foi rejeitado por 16 votos a oito.

Dinaldo ainda tentou obstruir a sessão, mas não obteve êxito e o adiamento da CPI da Telefonia foi aprovado.

Portal Correio