Detector de metal flagra mulher com celular e tablete de droga na vagina em presídio

salvar dezoitoUma mulher 34 anos foi flagrada tentando entrar na Penitenciária Criminalista Geraldo Beltrão, a Máxima, do bairro de Mangabeira, em João Pessoa, com um tablete de maconha e um celular nas partes íntimas. O caso ocorreu na manhã desta quarta-feira (20). O material ilícito foi encontrado quando Maria da Conceição dos Santos passou no detectou de metal.

De acordo com Gil Carvalho, diretora adjunta da unidade prisional, a mulher estava na penitenciária para visita íntima ao detento Gutemberg Moreira Diniz, que é esposo dela e cumpre pena desde 2012 por roubo.

“Maria da Conceição sentou no banco – que faz parte do detector de metal que foi adquirido recentemente pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seal) – e o equipamento detectou a presença de metal na vagina dela. Fizemos uma revista mais minuciosa e encontramos um aparelho celular e dois tabletes de maconha”, disse Gil Carvalho.

Maria da Conceição foi levada para a 9ª Delegacia Distrital de Mangabeira onde foi indiciada em flagrante por tráfico de drogas. Ela será encaminhada para o presídio feminino na capital paraibana.

Portal Correio