Detran implanta novo sistema - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Detran implanta novo sistema

032972ee67968621e65dOs 64 Centros de Formação de Condutores (CFCs) da Paraíba têm até o dia primeiro de agosto para implantar o sistema de reconhecimento facial, desenvolvido pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) em parceria com uma empresa privada e pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). O software, apresentado ontem durante entrevista coletiva na sede do departamento, é pioneiro no Brasil e vai inibir tentativas de fraudes na frequência das aulas e comprovação de carga horária junto ao órgão.

De acordo com o superintendente do Detran Rodrigo Carvalho, os Centros de Formação que não implantarem o sistema, que atuará em conjunto com o sistema biométrico, que funciona desde o início deste ano, poderá perder o credenciamento no órgão. “Quem não se adequar terá o acesso ao sistema do Detran suspenso até que se faça a adequação, como foi feito no sistema de biometria. Caso as escolas não se adequem, podemos abrir o processo de descredenciamento”, completa.

Ainda de acordo com Rodrigo Carvalho, cada autoescola terá que arcar com os custos dos equipamentos para implantar o sistema de reconhecimento facial. Já o software será fornecido pelo Detran.

Assim como o reconhecimento biométrico, o novo sistema lançado pelo Detran integra a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). “O sistema é para se antecipar a qualquer tipo de fraude e o reconhecimento facial vai barrar as tentativas. A resolução do Conselho Nacional de Trânsito exige dos CFCs equipamentos obrigatórios e condições também obrigatórias”, defendeu o superintendente.

A fiscalização diária por meio do sistema de reconhecimento facial funcionará também nas autoescolas onde funciona o projeto de habilitação solidária. O superintendente do Detran informou que desde a implantação do sistema biométrico não foram detectadas fraudes na emissão de certificados que comprovem a carga horária obrigatória dos alunos.

COMO FUNCIONA
Antes de iniciar a preparação das 45 aulas teóricas e 20 práticas, os alunos devem fazer o cadastramento biométrico (impressões digitais) e facial junto ao Detran. Antes de começar e terminar cada aula, o aluno faz o reconhecimento biométrico e facial nos aparelhos implantados nos Centros de Formação para comprovar a frequência e o cumprimento da carga horária.

“O instrutor que inicia e encerra as aulas faz o mesmo processo. Dessa forma, a gente tem o controle total da carga horária, é gerado um certificado no Detran e o aluno fica de posse do histórico de aula e cumprimento de toda a carga horária. Por isso, a fiscalização é diária”, explicou Rodrigo Carvalho.

Katiana Ramos