Di Maria brilha, Nice tem dois expulsos e PSG goleia fora de casa para seguir líder

Com mais uma bela atuação de Di Maria na temporada, o Paris Saint-Germain venceu o Nice, por 4 a 1, nesta sexta-feira, fora de casa, na abertura da décima rodada. O argentino fez os dois gols parisienses e participou do lance do terceiro, marcado por Mbappé, enquanto Icardi fez o quarto. Ganago descontou.  O PSG segue líder, chegou aos 24 pontos e abriu cinco em relação ao Nantes, que ainda joga.

Na próxima rodada, o time parisiense terá o clássico contra o Olympique de Marseille, em casa. O Nice tem 13 e está em oitavo. O clube viaja para enfrentar o Strasbourg.  Di Maria, o cara do jogo O relógio não havia marcado cinco minutos quando Di Maria colocou na área e o Paris Saint Germain teve três finalizações com Kimpembe, Ander Herrera e Sarabia, em sequência, mas não conseguiu abrir o placar.

O Nice teve uma falta que Cyprien tentou surpreender Navas e, ao invés de cruzar, bateu direto para o gol, porém a bola foi para fora.

O Paris Saint Germain era melhor no jogo e aos 15 minutos marcou o primeiro. Icardi lançou Di Maria, que ganhou na velocidade, e bateu com categoria no canto, para fazer 1 a 0. O argentino era o principal nome do time e cruzou na cabeça de Thiago Silva, que obrigou o goleiro Benítez a fazer grande defesa.

Outro cruzamento de Di Maria e, dessa vez, Choupo-Moting cabeceou para fora. O Nice respondeu em chute cruzado de Ganago, que passou perto. Mas a noite era de Di Maria. O atacante recebeu e, já sem ângulo, chutou e encobriu o goleiro para ampliar. Golaço. Os donos da casa tentaram chegar com uma tabela entre Ganago e Burner, mas o chute deste foi na rede pelo lado de fora.

Di Maria queria mais e bateu da entrada da área, assustando Benítez. Já no final, o argentino colocou duas bolas na área, mas Kimpembe e Sarabia jogaram para fora.  Expulsões freiam reação do Nice Querendo o empate, o Nice adiantou a marcação e pressionou mais o Paris Saint Germain. Mas os visitantes se seguraram nos minutos iniciais e não ofereceram uma chance real de gol.

Porém, a primeira boa chance foi do PSG e novamente saiu dos pés de Di Maria. O camisa 11 cobrou falta para a área, Marquinhos subiu mais alto que todo mundo e cabeceou na trave.  O susto acordou o Nice que, logo depois, diminuiu a desvantagem. Burner cruzou, Marquinhos deu bobeira e não cortou e a bola sobrou para Dolberg.

O dinamarquês apenas escorou para Ganago bater no ângulo de Navas. O gol não desanimou o PSG, que quase ampliou quando Di Maria deixou Sarabia cara a cara com o goleiro, mas o espanhol chutou mal. A reação do Nice levou um balde de água fria quando Cyprien e Hérelle foram expulsos, após confusão com Paredes.

Com a vitória bem encaminhada e o rival com dois jogadores a menos, ficou fácil para o PSG administrar o placar. Entretanto, já nos últimos minutos, Thomas Tuchel lançou Mbappé na vaga de Sarabia e o francês deixou o dele. Di Maria fez boa jogada e cruzou para a área, Dante afastou mal e o camisa 7 estava lá para para ampliar.

Ainda deu tempo de Mbappé levantar na área e Icardi fechar o placar. Goleada parisiense e fim de jogo.

O Gol