João Pessoa 17/12/2018

Início » Notícias » Diretor do São Paulo Crystal diz que jogadores sentiram a pressão da final do campeonato paraibano da 2ª divisão

Diretor do São Paulo Crystal diz que jogadores sentiram a pressão da final do campeonato paraibano da 2ª divisão

Pela segunda vez consecutiva, o São Paulo Crystal, de Cruz do Espírito Santo, nadou, nadou e morreu na praia. E quis o destino que o clube fosse eliminado da segundona, de novo, nas semifinais, depois de uma grande campanha na competição. As coincidências não param por aí. O algoz do Tricolor de Cruz do Espírito Santo foi mais uma vez uma equipe de Patos.

Este ano, foi o Esporte que com uma vitória maiúscula em pleno estádio Carneirão, adiou o sonho do time da casa de chegar a 1ª divisão do futebol paraibano. No ano passado, o São Paulo era favorito também e foi eliminado pelo Nacional de Patos, que por coincidência, era dirigido pelo técnico Marcos Nascimento, o mesmo que dirige atualmente o Esporte de Patos. A derrota de 3 a 1 dentro de casa foi uma grande surpresa e frustração para os torcedores, comissão técnica, jogadores e dirigentes do clube.

“Nós sabíamos que seria um jogo difícil, contra uma boa equipe e muito bem dirigida por um técnico competente. Mas, empatamos lá em Patos e dentro de nossa casa éramos favoritos. Esperávamos um pouco mais da equipe. Acho que faltou em campo um jogador experiente com características de um líder, como foi o Enercino no Esporte. Ele chamou a responsabilidade para si e tranquilizou os mais jovens. Nossos atletas sentiram muito a pressão e a responsabilidade”, disse o diretor de futebol do São Paulo Crystal, Ironaldo Lucena. Apesar da eliminação, Ironaldo disse que todos do clube e os patrocinadores estão de parabéns pelo trabalho realizado.

PB Agora