João Pessoa 23/05/2019

Início » Notícias » Do Litoral ao Interior, a agenda do Carnaval é para todos os gostos em Pernambuco

Do Litoral ao Interior, a agenda do Carnaval é para todos os gostos em Pernambuco

Aos sons dos clarins de Momo, os foliões ocupam as ruas de todo Estado em uma das maiores manifestações populares do Brasil. Do interior ao litoral, uma extensa programação cultural aguarda os dispostos a encarar o calor escaldante para brincar o Carnaval, com vários destaques tradicionais. Dentre eles, o majestoso Galo da Madrugada, que desfila no Sábado de Zé Pereira e arrasta, anualmente, dois milhões de pessoas, sendo consagrando, desde 1995, como o maior bloco do mundo.

No sábado, a festa começa já às 6h30 com O Pinto da Madrugada, que se concentra no Marco Zero e serve para esquentar os dispostos a seguir para o Galo da Madrugada, que dá início ao cortejo às 7h. O Galo ocupa várias vias do bairro de São José, tendo como principal a rua da Concórdia.

Drag queens
 e outros artistas da comunidade LGBTQI+ se encontram, às 9h, no Pátio de São Pedro. Também às 9h, o bloco que homenageia Chico Science, um dos maiores nomes da cultura pernambucana, se concentra em frente ao Mosteiro de São Bento. Fundado em 1996, tem como tradição o banho de argila.

É comum os foliões seguirem do “Bloco da Lama” para o Eu Acho é Pouco, às 9h, que pinta a praça Laura Nigro de vermelho e amarelo com pessoas se espremendo para seguir o dragão chinês, criado em 1977, se consagrando como uma das experiências mais marcantes das ladeiras de Olinda.

Às 16h desfila outro respeitado bloco: A Ceroula de Olinda, fundado em 1962. Às 20h, um do mais respeitados festivais do Brasil, o Rec-Beat, abre alas ao Carnaval para além do frevo, com nomes como Radiola Serra Alta, que vem de Triunfo, e Shevchenko e Elloco, com o brega-funk e o passinho, ritmo que promete marcar presença forte na Festa de Momo. O principal polo do Recife, o Marco Zero, inicia os trabalhos às 20h, com nomes como Lula Queiroga, Fafá de Belém, Roberta Sá e Quinteto Violado, entre outros.

O principal Bloco Lírico de Pernambuco, o Bloco da Saudade, fundado no ano de 1974, ocupa a praça 12 de março, a partir das 16h do domingo. Às 17h, Maestro Oséas comanda o desfile do Elefante de Olinda. Às 20h, Paralamas do Sucesso, Leci Brandão e Alcione aportam no Marco Zero. Já a cena alternativa no Carnaval tem destaque no Alto José do Pinho, com shows, a partir das 20h, de Natiruts, Otto, Devotos e Carlinhos Beleza.

A segunda-feira (4) já começa com o encontro dos bonecos gigantes de Olinda, no Alto da Sé. São personalidades como Alceu Valença, Ariano Suassuna e Capiba, que encantam o imaginário dos pernambucanos e fazem parte dessa história. Às 10h, a Mulher na Vara desfila pela 26º na Rua da Boa Hora. Carnaval bonito de ver é o Encontro De Maracatus De Baque Solto, onde vários Maracatus Rurais vindos de diversas regiões de Pernambuco se encontram em Tabajara, Olinda, também às 10h. Nesse mesmo horário Olinda se pinta de amarelo e preto para prestigiar a Pitombeira dos Quatro Cantos, fundada em 1947.

No Recife, o bloco Amantes de Gloria, nas cores verde e branca, concentra na rua da Guia a partir das 16h. Uma das atrações mais esperadas, a cantora Pabllo Vittar, se apresenta a partir das 19h30 no festival Rec-Beat. Do ladinho, no Marco Zero, a partir das 20h, a noite é comandada por atrações como Jota Quest, Zezé Mota, Tony Tornado e Cordel do Fogo Encantado. No Pátio de São Pedro, a partir das 20h, atrações locais sobem ao palco, entre eles Siba, show aguardado e que deve trazer músicas novas para os fãs.

Quando o relógio bate 0h, o calunga misterioso Homem da Meia Noite sai de sua sede para desfilar o traje mais aguardado do Carnaval. Reúne foliões incansáveis, que seguem madrugada adentro seguindo o boneco gigante, numa festa considerada das mais emocionantes. Ela finda no Cariri Olindense, fundado em 1921, e que inicia os festejos do domingo às 4h. É para quem tem fôlego.

Neste mesmo dia o Alto da Sé vira um dos principais polos de folia, com o Mucha Lucha, às 9h, e Enquanto Isso na Sala da Justiça, às 10h. Também às 9h, o D’Breck arma um sambão que sai da Rua do Bonfim. Também marcando presença no samba, Patusco sai às 9h57 da Rua do Amparo. No mesmo momento, o tradicional Desfile de Papangu toma conta das ruas de Bezerros, no Agreste, a partir das 9h, em um dos mais amados carnavais do Estado.

A terça-feira, para alguns, significa despedida. Às 7h, o bloco A Corda desfila para tirar os foliões da cama. Às 8h, os bonecos gigantes se reúnem para a grande despedida no Largo do Guadalupe. No samba, Patusco se despede às 9h57, na Rua do Amparo. Às 10h, é a vez da Pitombeira se despedir no Amparo. Às 17h, o Eu Acho É Pouco reúne os foliões resistentes no Alto da Sé.

Quem ainda pode brincar na quarta-feira, Carnaval não falta. Dentre as várias atrações, o Bacalhau do Batata sai às 7h30 do Alto da Sé. E, por fim, às 19h, na Rua da Boa Hora, em OIinda, o Boi da Mata se despede do Carnaval com o desfile dos boizinhos.

Atrações do CarnavalAtrações do Carnaval – Crédito: Arte/Folha de Pernambuco

Folha de Pernambuco